Oportunidades e desafios do setor


Por meio da Biotecnologia é possível encontrar soluções para alguns dos desafios mais prementes do mundo. O assunto ja é tema prioritário do governo federal, o que foi comprovado desde a criação do Comitê Nacional de Biotecnologia (CNB), pelo decreto 6.041, de 08/02/2007.

É fundamental que o Brasil desenvolva uma política pública voltada aos setores que utilizam a biotecnológia, trazendo oportunidades para exploração dos potenciais oferecidos pelo país seja por sua biodiversidade cultural, humana, social e ambiental que favorecâ a pesquisa e o investimento produtivo.

Por outro lado, a cadeia produtiva brasileira de biotecnologia (que envolve produtos, processos e serviços) vem se desenvolvendo rapidamente.

Hoje, o Brasil já possui empresas de biotecnologida que concentram seus esforços em inovação. Com incentivos adequados e cooperação, essas empresas serão capazes de ajudar o Brasil e o mundo a:

  • Ampliar acesso a medicamentos inovadores e novas terapias;
  • Desenvolver novos e inovadores biomateriais e enzimas para processos industriais;
  • Contribuir para a conservação dos recursos naturais através de novos avanços agrícolas;
  • Combate às mudanças climáticas através do desenvolvimento de fontes alternativas de combustível e tecnologias de remediação;
  • Gerar novos empregos e o crescimento económico industrial.

Um dos principais desafios é a mobilização dos diferentes atores setoriais interessados, voltado a competitividade no cenário econômico e de produção científica nacional e internacional.

Embora haja uma maioria de pequenas e médias empresas representativas do setor, as empresas de biotecnologia necessitam se organizar em associações e entidades empresariais, a fim de obterem um crescimento de representatividade na sociedade.

Conheça os membros do BioBrasil .