Pesquisa de acesso ao crédito do BNDES

Publicado em 21 de junho de 2017

Entre abril e maio de 2017 a Fiesp/Decomtec realizou uma Pesquisa com 1036 empresas industriais para avaliar o acesso ao crédito do BNDES nos últimos dois anos. Desse total, somente 39% (403 empresas) tentaram acesso ao crédito do BNDES no período.

A pesquisa mostra que das 403 empresas entrevistadas que tentaram acesso ao crédito do BNDES nos últimos dois anos, 55% conseguiram aprovação (esse percentual inclui operações de menor valor com cartão BNDES) e 45% não conseguiram.

As justificativas mais comuns para a não aprovação do crédito do BNDES foram o excesso de exigências quanto a documentação e a falta de garantias ou exigências de garantias muito elevadas.

Do lado das empresas que não conseguiram aprovação do crédito do BNDES, a pesquisa revela evidências de restrição ao crédito do BNDES pelos bancos repassadores sob a justificativa de que a linha de crédito estava fechada ou não era fornecida ou que a falta de relacionamento com o banco exigia reciprocidades.

Do lado das empresas que conseguiram aprovação do crédito do BNDES, há sinais de que passados os obstáculos com documentações e garantias, os bancos tentam restringir o acesso ao crédito do BNDES sendo inflexíveis na negociação dos spreads, nos prazos do financiamento e mesmo reduzindo os limites disponíveis.

Apesar das dificuldades de acesso ao crédito do BNDES, a maioria das empresas (75% de todas que tentaram acesso ao crédito do BNDES nos últimos dois anos) pretendem acessar uma ou mais modalidades de crédito do BNDES nos próximos dois anos, o que evidencia a importância do crédito do BNDES para a recuperação econômica.

Reportagem publicada no jornal Valor Econômico, em 19 de junho de 2017 acesse aqui.

Estudo completo “Pesquisa de acesso ao crédito do BNDES” acesse aqui