imagem google

Tragédia do Largo do Paissandu evidencia importância da inspeção e manutenção predial

Guia da Edificação Segura, da Fiesp, dá dicas para manter edifícios em boas condições

Agência Indusnet Fiesp

O desabamento no dia 1º de maio do edifício Wilton Paes de Almeida, localizado no Largo do Paissandu, em São Paulo, depois de um incêndio, demonstra a necessidade, defendida pela Fiesp, de criar uma rotina de inspeção periódica nas edificações, em especial as mais antigas (acima de 15 anos de construção), acompanhada do devido plano de manutenção, para garantir a vida útil da edificação e – principalmente – a segurança de seus usuários.

A prevenção é o melhor caminho para evitar novas tragédias. Para ajudar nisso, o Departamento da Indústria da Construção da Fiesp (Deconcic), que estuda a fundo a segurança das construções, criou o Guia da Edificação Segura, que conta com informações, dicas e boas práticas. Clique aqui para ter acesso ao conteúdo. Dois grupos de trabalho da Fiesp – o GT Segurança em Edificações e o GT Sistemas Prediais – se dedicam a pesquisar o tema e atuam pela conscientização da sociedade sobre os aspectos relacionados à qualidade e manutenção dos sistemas prediais das edificações

Uma construção segura nasce de um bom projeto, em que são especificados os sistemas construtivos e os materiais mais adequados para aquela situação e uso previstos. Depois é fundamental haver inspeções periódicas, para garantir que os sistemas prediais das edificações se mantenham seguros, porque pode haver danos com o passar do tempo, e alguns materiais e componentes podem chegar ao fim de sua vida útil. Para a correta aplicação desses materiais é fundamental a contratação de mão de obra qualificada e empresas instaladoras certificadas.