imagem google

Skaf lança projeto de skate olímpico do Sesi-SP em parceria com Bob Burnquist

Pistas projetadas pelo megacampeão integram complexo de esporte e cultura na Zona Leste

Agência Indusnet Fiesp

Ao apresentar nesta terça-feira (15 de maio) o projeto Sesi-SP Skate, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, destacou a inspiração dada por Bob Burnquist, que projetou as pistas que integram o complexo cultural e esportivo que vai abrigar a modalidade, que será disputada nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Skaf lembrou a carência de espaços culturais da Zona Leste, que o complexo vai ajudar a reduzir.

“É um momento muito especial para o skate”, disse Bob Burnquist na apresentação do projeto. Agradeceu em nome dos skatistas de São Paulo.

Park e street são as modalidades olímpicas, e há uma pista para cada no complexo, explicou Burnquist. Esse suporte, com pistas deste nível, vai fazer que os skatistas melhorem ainda mais, afirmou. O projeto, disse o skatista, inclui os Burnkits – um projeto que Burnquist – já tinha, que podem ser usados graças à flexibilidade da prática do skate. “Isso vai disseminar o skate em São Paulo.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540259208

Skaf com Bob Burnquist no lançamento do projeto Sesi-SP Skate. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


O Complexo de Skate Sesi-SP tem, além das pistas de padrão olímpico –com 2.000 metros quadrados, projetadas por Bob Burnquist-, uma estação de cultura e um teatro. O investimento foi de R$ 20 milhões. Fica perto do estádio do Corinthians, em Itaquera. As pistas devem ficar prontas no primeiro semestre de 2019, e o teatro, até o final do ano. Alexandre Pflug, diretor de Qualidade de Vida do Sesi-SP, apresentou o projeto, explicando que seu lançamento se deve ao fato de o skate ter se tornado esporte olímpico. É a 19ª modalidade abrigada pelo Sesi-SP.

O Sesi-SP Skate tem como principal objetivo incentivar a prática esportiva e garimpar novos talentos para o Brasil e o mundo. Em parte isso será feito com a distribuição pelas unidades do Sesi-SP dos Burnkits, aparelhos para a prática de skate que suprem a dificuldade de construir pistas. O Circuito Paulista Sesi-SP, parte do projeto Sesi-SP Skate, promovido em parceria com a Federação Paulista de Skate, com cinco etapas, começa em 2 de junho.

Segundo o presidente da Federação Paulista de Skate, Roberto Herondino Maçaneiro, o esporte tem 4 milhões de praticantes no Estado e 2 milhões na cidade de São Paulo. “Faltava um complexo.” O skate, lembrou, será usado como ferramenta pedagógica pelo Sesi-SP.

Único atleta que participou de todas as edições dos X Games desde sua criação, Burnquist é o embaixador do skate brasileiro.

Ouça o boletim de áudio dessa notícia: