imagem google

Sesi-SP vence São Bernardo e conquista 3ª vitória seguida no Campeonato Paulista

Partida foi realizada na casa do adversário. Próximo jogo será contra o Funvic Taubaté

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Com pouca torcida por causa da noite fria em São Bernardo, onde a temperatura chegou a 11 graus, as equipes masculinas de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e São Bernardo fizeram uma partida quente decidida apenas no quinto set, com vitória da equipe da Vila Leopoldina por 3 sets a 2 (19/25; 25/13; 25/23; 22/25; 15/10). Com o triunfo, o time do técnico Marcos Pacheco chegou aos oito pontos, com três vitórias, e agora enfrenta o Funvic Taubaté na próxima rodada.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539771807

Rogério (esquerda) teve atuação elogiada pelo técnico Marcos Pacheco. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Na análise de Pacheco, a vitória foi mais difícil do que o planejado e foram necessárias muitas mudanças para que a equipe conseguisse vencer a partida. Segundo o treinador, alguns jogadores não conseguiram render o esperado, como o central Aracaju e o ponteiro Alisson.

“Os números são frios, e os jogadores não jogaram bem. É isso. Por isso eu mexi. Tem um plantel e o [central] Rogério entrou muito bem no meio. Fez ótimo jogo. O time não pode perder as chances que perdeu. Foi abaixo do que podemos jogar, mas valeu pela vitória. Agora é trabalhar para o próximo jogo”, disse Pacheco.

O time começou com o levantador Thiaguinho, o oposto Théo, o ponteiro Alisson, os centrais Aracajú e Riad e o ponteiro Mão, além do líbero Serginho.

A partida marcou a estreia de um novo uniforme com o brasão da suçuarana que simboliza o espírito guerreiro das equipes de alto rendimento do esporte do Sesi-SP.

O jogo

Imagem relacionada a matéria - Id: 1539771807

Líbero Serginho com novo uniforme. Brasão simboliza espírito guerreiro das equipes de esporte de alto rendimento do Sesi-SP. Foto: Everton Amaro/Fiesp

Apesar do frio, o jogo começou bem quente, com as duas equipes sacando forte e complicando os passes para os levantadores. O Sesi-SP saiu na frente com Riad atacando forte pelo meio, mostrando a tendência de jogo de Thiaguinho, que usou bastante os centrais. A jogada, porém, ficou marcada e Aracaju parou duas vezes no bloqueio rival, fazendo o São Bernardo assumir a vantagem em 08/10. O bloqueio do time da casa era sua maior arma e Théo também teve dificuldades, como quando um triplo de Edy, Vini e Jacke fechou seu caminho, ampliando para 09/12 a diferença e forçando pedido de tempo de Marcos Pacheco. Na volta, o São Bernardo ampliou a vantagem, então Pacheco trocou Thiaguinho e Théo por Marcelinho e Rafael Araújo, fortalecendo o bloqueio. Mas a defesa do São Bernardo continuava funcionando muito bem, ajudando o time a abrir uma boa vantagem na etapa, que se consumou com a vitória por 19/25, com Edy pela ponta.

O time voltou com Marcelinho no lugar de Thiaguinho para o segundo set e chegou a abrir 04/00, mas deixou o São Bernardo chegar, principalmente graças ao bloqueio, que continuava eficiente. Dessa vez, porém, a equipe não se perdeu e manteve a vantagem, fechando o primeiro tempo técnico com Riad, no bloqueio, em 08/05. Com uma atuação mais firme, o time manteve a vantagem sem maiores sustos e com menos erros. Rogério entrou no meio de rede para fortalecer o bloqueio e garantiu dois preciosos pontos para fechar também o segundo tempo técnico em 16/08. Daí foi só segurar o placar e fechar em 25/13 para empatar a partida.

Pacheco manteve a equipe para o terceiro set, mas o jogo não foi o mesmo no início, com Lucas e Vini fechando bem a rede para cima de Alisson. Marcelinho tentava com Théo e Alisson, mas os ataques para fora ajudaram o São Bernardo a abrir vantagem de quatro pontos durante boa parte da etapa. Pacheco trocou Alisson por Composto e ponto a ponto o time foi buscando até empatar em 18/18. A virada veio com o bloqueio triplo de Rafael Araújo, Rogério e Mão. Aos poucos, o time ampliou sua vantagem até fechar em 25/23 com Théo explorando o bloqueio e virar a partida.

O quarto set foi o mais quente da partida. Com as torcidas disputando no grito quem empurrava mais a equipe, os dois times jogaram com mais intensidade, disputando os pontos com duelos intensos. Pacheco lançou Rafael Araújo no lugar de Théo, mantendo Composto na ponta e Rogério no meio. Para o São Bernardo, só a vitória interessava e cada ponto era comemorado como se fosse o último. E com o apoio da torcida, o São Bernardo virou de 15/13 para 16/15, fechando o segundo tempo técnico. Com o ânimo renovado, o time da casa segurou a vantagem até fechar em 22/25 e empatar a partida.

Nervosos, os dois times erraram saques no início, forçando para fora ou na rede, dando pontos de graça para o outro lado. Com belo ataque de Riad pelo meio, o Sesi-SP chegou a abrir 08/05 na virada de quadra, mas o São Bernardo brigava para não deixar os visitantes escaparem. Composto subiu na rede em travou Igor no bloqueio, fazendo 11/07, provocando um pedido de tempo de Douglas Chiarotti. Deu certo e seu time encostou em 11/10. Pacheco pediu tempo. Aí foi a vez de Composto, de novo, salvar o ponto após recepção ruim de Thales. E com bloqueio de Rafael Araújo, o time fechou em 15/10, vencendo a terceira partida seguida no Campeonato Paulista.