imagem google
Início do conteúdo

Sesi-SP vence Boca Juniors e está na final do Sul-americano de Clubes

Time superou argentinas por 3 sets a 0 e faz a decisão neste domingo (09/02)

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp

Jogando concentrada, a equipe feminina do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) fez boa partida e venceu na tarde deste sábado (08/02) o Boca Juniors por 3 sets a 0 (25/11, 25/13 e 25/18), em jogo válido pela semifinal do Sul-Americano de Clubes. A partida foi disputada no ginásio José Liberatti, em Osasco.

Com a vitória, o Sesi-SP está na final da competição, programada para este domingo (09/02), às 21h, diante do Molico/Osasco.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537471551

Formação titular não foi alterada. Foto: Lucas Dantas/Fiesp


O técnico do Sesi-SP, Talmo de Oliveira, optou por manter durante o jogo sua atual formação titular: a central Fabiana, a levantadora Dani Lins, a pontaa Dayse, a oposto Ivna, a ponta Suelle e a central Bia, além da líbero Suellen.

E as meninas não decepcionaram. Com seriedade, e boa distribuição de Dan Lins, a equipe furou a marcação argentina e conseguiu impor a força, talento e estatura do seu ataque, ora com as centrais Fabiana e Bia, ora com a oposto Ivna e as pontas Dayse e Suelle.

A central Bia foi a maior pontuadora, com 14 pontos. Ivna fez 13, seguida por Suelle, com 11. Fabiana marcou nove e Dayse, oito. Dani Lins fez um ponto.

O jogo

O Sesi-SP foi bem no ataque e soube aproveitar as chances de contra-ataque. Dani Lins variou as jogadas e Fabiana Claudino fez o ponto da primeira parada técnica obrigatória (08/03). Na volta, o time continuou consistente na defesa e no ataque, chegando à segunda com Fabiana Claudino (16/05). O time argentino muitas vezes não conseguia marcar o ataque brasileiro. Atacando por vezes sem bloqueio, o Sesi-SP não teve dificuldades para fechar a parcial em 25/11, num contra-ataque de Dayse, em bola largadinha, com 18 minutos e 39 segundos de partida.

O segundo set teve mais equilíbrio e o Boca Juniors chegou a abrir uma vantagem de 03/01, as o Sesi-SP aos poucos retomou seu jogo e fez 08/07 com Fabiana. O time melhorou e começou a impor seu jogo, usando Bia. De bloqueio, a equipe fechou o segundo tempo em 16/09. A parcial foi fechada em 25/13 com Dayse em 20minutos e 38 segundos.

No terceiro set, as argentinas começaram na frente em erro de Ivna e, depois, explorando o bloqueio: 02/00. Bia empatou, aproveitando erro de recepção do Boca Juniors. A virada veio com Suelle. No rali mais bonito da partida, Dayse, na largadinha, superou  o bloqueio argentino e fez 06/04. O Sesi-SP chegou na primeira parada técnica em 08/06, mas o Boca virou em 09/06 em bloqueio duplo. A vantagem das rivais chegou a quatro pontos (13/09) e o Sesi-SP só voltou a rodar depois de Dani Lins acionar Bia na saída de rede.  E foi com Bia que o Sesi-SP virou em 15/14. O segundo tempo técnico veio em contra-ataque aproveitado por Dayse: 16/14. O Sesi-SP manteve a consistência com ataques de Suelle e Dayse, e chegou aos 20/16. Talmo manteve a formação titular e o time fechou em 25/18, em 25 minutos.