imagem google

Sesi-SP supera o calor, vence São Bernardo e se mantém na liderança da Superliga

Com 18 pontos, Evandro foi eleito o Viva Vôlei da noite. Equipe agora enfrenta o Voltaço antes da Copa Brasil

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp 

Com termômetros marcando 31 graus na Vila Leopoldina, Sesi-SP e São Bernardo fizeram um jogo bem quente dentro da quadra. A vitória do time da indústria por 3 sets a 0 (parciais de 21/19, 21/19, 21/15) rendeu três pontos, mas não mostrou a dificuldade da partida.

Voltando de pequenas férias, a equipe comandada por Marcos Pacheco sentiu o ritmo e teve dificuldades para se manter na frente do rival durante todo o jogo, mas graças às estrelas que compõem o elenco, a vitória, bastante suada, veio e com ela a liderança na tabela,  com 37 pontos na tabela, cinco de diferença pro Sada Cruzeiro, mas temos um jogo a mais. O time agora se prepara para encarar o Volta Redonda, no sábado, às 20h, na cidade Fluminense, último jogo antes da parada da Copa Brasil.

Para Marcos Pacheco, o jogo foi mais complicado do que poderia ser. Segundo o treinador, a equipe cometeu muitos erros e correu riscos desnecessários. “Temos que aproveitar as oportunidades. Não trabalho com sorte, mas com aproveitamento das oportunidades. E o time hoje não aproveitou bem as que surgiram, deu muitos pontos ao São Bernardo e deixou a partida chegar sempre em 18 /18, o que pode dar uma vitória de bobeira para o rival. Vencemos, temos os três pontos, mas não foi muito bom, não”.

O oposto Evandro levou o Viva Vôlei da noite e concorda com o chefe. Para ele, a volta do descanso pode ter interferido, mas o time jgou um pouco abaixo do que pode.

“Primeira partida, sentimos isso e cometemos erros bobos. Mas vamos sanar isso e nos preparar bem para o Volta Redonda e a Copa Brasil”, afirmou o maior pontuador do jogo, com 18 pontos. O Sesi-SP começou com Evandro, Sandro, Murilo, Lucão, Sidão e Lucarelli, além do líbero Serginho. Entraram Thiaguinho, Renan e Ary.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542272759

Sesi-SP vence São Bernardo por 3 sets a 0 e segue na liderança da Superliga. Foto: Everton Amaro/Fiesp


O jogo

O primeiro set teve todo o equilíbrio que o jogo prometia, mesmo com elencos tão diferentes. O São Bernardo, graças ao seu líbero Felipe, impedia que o Sesi-SP fugisse no placar. Mas a eficiência de Evandro de um lado e Murilo e Lucarelli de outro fizeram a diferença para a equipe que comandou as ações do início ao fim do set. Mesmo assim, o time ainda cometia erros cruciais que não permitiam uma maior vantagem no marcador, inclusive forçando Marcos Pacheco a pedir tempo quando o jogo estava 13/12 para o time da casa.

Com 15/15, o treinador fez a inversão com Renan e Thiaguinho nos lugares de Sandro e Evandro, reforçando o bloqueio e alteração deu certo. Em dois ataques rápidos com Lucarelli e Murilo, o time abriu 17/15, forçando o pedido de tempo por parte do São Bernardo. Porém, o adversário se acertou com o oposto Michael e empatou o jogo em 18×18, desfazendo a inversão e levando de volta Evandro e Sandro para a quadra. Mais uma vez a mudança fez efeito e um bloqueio sensacional de Sidão reabriu a vantagem de dois pontos, que consumou com a vitória na etapa após erro de saque de Michael. Em 27 minutos, 21/19.

O começo do segundo set foi uma autêntica caça ao ponto perdido. As equipes não perdiam suas oportunidades de marcar e o jogo foi seguindo com igualdade até 6/6, quando Lucarelli, fazendo as vezes de Serginho, que estava fora por conta dos centrais em quadra, fez duas defesas importantes salvando o time da casa e Evandro soltou o braço para marcar o sétimo ponto e fechar o primeiro tempo técnico.

Mas diferentemente do primeiro set, o São Bernardo conseguiu a vantagem graças Ceará e Leozão e uma diminuição dos erros em comparação à etapa anterior, chegando a fazer 15/14. A liderança no marcador, porém, durou pouco. Com Sidão no saque, o time da casa marcou três vezes seguidas e remotou a frente, até fechar em 21/19 após ataque de Lucão pelo meio.

Para o último set, o Sesi-SP veio determinado a fechar a partida sem passar tanta dificuldade. Não que o rival tenha diminuído o ritmo, em absoluto, mas a equipe da casa soube tirar vantagem do maior poder de fogo para construir uma diferença no placar difícil de alcançar. Após o segundo tempo técnico, e com Ary no lugar de Murilo, poupado, o Sesi-SP chegou a 17/12, gordura essencial para decidir a partida. O São Bernardo ainda tentou chegar, mas Lucarelli, com uma defesa incrível de saque e logo em seguida um ataque fulminante na saída de rede marcou o décimo oitavo ponto da equipe da Vila Leopoldina, minando as esperanças do adversário. E com bloqueio de Renan, aos 21 minutos, o Sesi-SP fechou a partida em 21/15 garantindo mais três pontos e a liderança na tabela.