imagem google

Sesi-SP inaugura novas instalações esportivas em Mogi das Cruzes

Os esportistas José Carlos Muller da Silveira e Ugo Truffa serão homenageados como patronos da unidade

Agência Indusnet Fiesp

Nesta sexta-feira (21/2),  o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) inaugurará as novas instalações esportivas do Centro de Atividades “Nadir Dias de Figueiredo”, na cidade de Mogi das Cruzes, região metropolitana de São Paulo.

Na ocasião, o presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estados de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, homenageará dois importantes nomes do esporte da cidade: José Carlos Muller da Silveira, que será o patrono do Ginásio de Esportes, e Ugo Truffa, que batizará a cancha de bocha da unidade.

Conheça o perfil dos homenageados:

Professor Tuta, uma vida dedicada ao esporte

Nascido em São Paulo, em 1931, José Carlos Miller da Silveira — carinhosamente chamado de professor Tuta –,  mudou-se para a cidade de Mogi das Cruzes, aos dez anos de idade. E foi nessa cidade que ele desenvolveu uma rica trajetória na área esportiva, destacando-se como atleta, professor e técnico.

Na Universidade de Mogi das Cruzes, foi professor titular das disciplinas de Handebol e Basquetebol, chefe do Departamento de Educação Física, diretor da Faculdade de Educação Física, coordenador do Curso de Especialização em Ciências do Esporte, diretor do Centro Esportivo e Decano do Centro de Ciências do Esporte.

Como técnico de basquetebol, atuou na seleção de Mogi das Cruzes, no Esporte Clube Pinheiros de Mogi das Cruzes, no Tênis Clube Paulista (SP), na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e na Seleção Paulista (Jebem e Jubs).

Com uma vida dedicada ao esporte, professor Tuta conquistou o título de melhor Técnico Universitário Paulista (1975), o vice-campeonato Brasileiro Universitário (em Belo Horizonte e Maceió), o campeonato brasileiro universitário (Jubs, no Espírito Santo), o bicampeonato Universitário Paulista, o campeonato brasileiro Jebem (Belém do Pará) e o vice-campeonato brasileiro Jebem, em Natal e Curitiba.

A formação profissional sempre foi sua prioridade, por isso realizou estágios no Los Angeles Trade Technical College (Califórnia), The International Center (Nova Iorque), Department of Health Education and Welfare (Washington D.C), Miami Dade Junior College, Glades Junior High School (Miami) e Miami Coral Park Senior High School. Também foi chefe da inspetoria de Educação Física e Esportes, Secretário Municipal de Esportes e Turismo (1993 a 1996) em Mogi das Cruzes e Técnico Desportivo da Secretaria de Esportes e Turismo de São Paulo.

Ugo Truffa, 40 anos de Bocha 

O italiano Ugo Truffa, da região de Perosa Argentina, na Itália, chegou ao Brasil, aos 18 anos de idade, no ano 1952,. Em terras brasileiras, ele trabalhou por 35 anos na filial da indústria  italiana Gutermann. Ao se aposentar, ainda atuou por dois anos na área de esportes da Cia. Suzano.

Praticante de bocha desde os 16, Truffa é um apaixonado pelo esporte. Sua primeira participação em campeonatos ocorreu em 1952, nos Jogos Operários de Mogi das Cruzes, onde se sagrou campeão. Continuou participando dessa competição até fevereiro do ano passado.

Ao longo dos mais de 40 anos jogando bocha, conquistou 122 medalhas e 90 troféus nas mais diversas competições que participou, individualmente ou em dupla, como os Jogos Regionais, os Jogos do Interior e os Jogos da Primavera.