imagem google

Sesi-SP inaugura escola em Itapira com capacidade para 384 alunos

Evento na manhã desta sexta-feira (07/02) teve a presença do presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, e reuniu pais, alunos e professores na cidade do interior paulista

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp, de Itapira

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542546250

Maribel, Cristina e Nilce. Foto: Isabela Barros/Fiesp

Conversando na entrada, elas pareciam tão à vontade com o ambiente quanto os seus filhos. Mães de alunos da nova escola do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) de Itapira, as donas de casa Nilce Helena da Silva Molinari, de 40 anos, e Maribel da Silva, de 48, junto com a auxiliar administrativa Cristiane Olbi, de 34, eram só elogios ao ensino oferecido pela instituição.

As três esperavam a cerimônia de inauguração da unidade, que recebeu investimentos de R$ 15,7 milhões, realizada na manhã desta sexta-feira (07/02) com a presença do presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

“O ensino do Sesi-SP em Itapira é o melhor da região”, disse Nilce. “O melhor e o mais completo. Vejo o quanto a minha filha se dedica”, acrescentou Maribel. “O nível é alto e a disciplina também. Estou aprendendo com o meu filho”, explicou Cristiane.

Para a administradora da unidade, Taís Cristiane de Lima, um dos diferenciais do trabalho educacional oferecido pela indústria paulista em Itapira é mesmo a vontade de fazer “com que todos os alunos aprendam”. “Trabalhamos para desenvolver as habilidades de cada um. É isso que eles vão levar daqui para fora”.

“O que vale aqui não é a construção, a arquitetura, essa vista maravilhosa”, disse Skaf ao chegar na escola. “Por aqui, milhares de jovens vão passar e receber educação completa. Aquela educação do exemplo, do bom exemplo”.

Para Skaf, no médio e longo prazo, por meio da educação, com nove anos de ensino fundamental em tempo integral, como é oferecido pela indústria de São Paulo, é possível transformar uma criança. “A criança de seis anos se transforma num jovem de 18 anos com boa educação, alimentação, saúde, um curso técnico, um cidadão pronto para o trabalho e para a vida”, explicou. “A educação transforma um país.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542546250

Paulo Skaf durante cerimônia: “A educação transforma um país.” Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

De acordo com Skaf, a indústria de São Paulo tem “preocupação com resultados”. “A gente vibra demais com essa realidade que conseguimos mudar através de nossas escolas e investimentos”, disse. “Esse ano teremos 500 mil matrículas no Sesi-SP e 1 milhão no Senai-SP.”

A solenidade contou ainda com a presença do prefeito de Itapira, José Natalino Paganini, e com a do superintendente do Sesi-SP e diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Walter Vicioni Gonçalves.

“Sinto alegria pela conclusão de um relevante projeto do Sesi-SP para a comunidade de Itapira”, disse Vicioni Gonçalves. “A minha expectativa é de ver atendidos os anseios da comunidade industrial e da população do município.”

Segundo o superintendente do Sesi-SP, muitos confundem educação com escola. “Mas educação vai além. É tudo aquilo que nos volta, nos orienta e nos organiza em nossa trajetória”, afirmou. “Formaremos nas escolas da indústria construtores da nação brasileira.”

Para o prefeito de Itapira, “quando se trata de uma escola do Sesi-SP, tudo muda, se amplia, ganha a dimensão da maior qualidade”.

“Uma escola do Sesi-SP nos traz a certeza de um ensino diferenciado”, afirmou Paganini. “Vejo um grande futuro para Itapira. Obrigada ao Sesi-SP e ao Paulo Skaf por tornar o ensino da nossa cidade ainda melhor.”

Infraestrutura

A escola do Sesi-SP foi projetada com 12 salas de aula, duas áreas de convivência, uma biblioteca escolar com acervo atualizado, um laboratório de informática educacional, um laboratório de ciência e tecnologia, uma sala multiuso, uma sala do administrador escolar, uma sala para coordenadores pedagógicos, uma sala de professores, uma sala de atendimento aos pais, cozinha com despensa e refeitório, quadra poliesportiva coberta e vestiários masculino e feminino.

A nova unidade passa a oferecer ensino fundamental em tempo integral, permitindo que os alunos permaneçam nos períodos da manhã e tarde na escola realizando vivências complementares de esporte, arte, cultura e tecnologia, além das refeições diárias compostas de café da manhã, almoço e lanche da tarde. Dos 384 estudantes, 288 serão atendidos no ensino fundamental (sendo 256 em período integral) e 96 no ensino médio.

O Sesi-SP desenvolve seu próprio material didático, um diferencial da metodologia da entidade que engloba processos de ensino, aprendizagem e pesquisa. Essa concepção educacional parte da perspectiva de que toda criança ou adolescente é capaz de aprender se lhe forem oferecidas boas situações de aprendizagem. A escola foi construída em terreno com 23,5 mil m².

Ainda durante a inauguração da nova escola do Sesi-SP foi firmado um convênio para participação da cidade no “Programa Atleta do Futuro (PAF)”.