imagem google

Sesi-SP encara mais um ‘jogo do ano’ pela final da Superliga

Maior pontuadora da equipe, Ivna define o espírito das jogadoras para sábado: “time de guerreiras!”

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

A temporada 2013/2014 já se desenha histórica para o time feminino de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP). Foram quatro competições até aqui, quatro finais atingidas (Copa São Paulo, Campeonato Paulista, Copa Brasil e Sul-Americano de Clubes) e dois títulos conquistados.

A expressão “jogo do ano” já foi repetida diversas vezes na Vila Leopoldina, mas tem um peso maior para o compromisso deste sábado (19/04). A partir das 10h, com transmissão da TV Globo, o time comandado pelo técnico Talmo de Oliveira enfrenta seu maior rival na temporada, o Molico/Osasco, na segunda partida da semifinal da Superliga. Se vencer, o Sesi-SP garante vaga inédita na decisão do principal campeonato nacional.

Caso a vaga seja alcançada, o Sesi-SP fecha uma sequência – poucas vezes vista no vôlei brasileiro – de “escritas” quebradas.

No campeonato paulista, fez sua primeira decisão em três anos de existência, superando o favorito Campinas na semifinal. Na Copa Brasil, foi finalista, terminando uma longa sequência de decisões nacionais entre Rio de Janeiro x Osasco.  No Sul-Americano, a maior glória até hoje: conquistou o título após vitória histórica contra o Osasco, na casa das rivais, sendo a única equipe a vencê-las em seus domínios na temporada.

E, para culminar, na primeira partida da semifinal da Superliga, voltou a vencer o Osasco, novamente no Ginásio José Liberatti, quebrando a longa e recordista série invicta de 28 vitórias na Superliga do time patrocinado pela Nestlé. Agora, chegou a hora de garantir a vaga na finalíssima contra o Unilever, em partida agendada para o dia 27 de abril.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542730747

Ivna: um dos destaques do Sesi-SP na Superliga. Foto: Beto Moussalli/Fiesp



Peça fundamental nessa campanha, a oposta Ivna saiu exatamente das rivais de sábado para se tornar, com 351 pontos, na maior pontuadora ainda em atividade nesta edição da Superliga, e terceira na contagem geral (atrás de Tandara, do Campinas, e Andreia, do Pinheiros, já eliminadas).

Com 24 anos e o país inteiro apostando numa convocação em breve para a Seleção, a camisa 11 comemora a boa fase e mostra muita confiança para a partida na Vila Leopoldina.

“É uma satisfação enorme estar disputando uma semifinal. Independentemente de qual fosse o adversário, eu já estaria muito feliz, porque depois de cinco anos eu estou jogando novamente como titular. O Sesi-SP me deu esse voto de confiança! Estou muito feliz e espero ficar mais feliz ainda no sábado! Sendo que de quatro campeonatos chegamos a quatro finais. Espero ajudar o time a chegar em mais uma!”, afirmou a oposta, que espera uma partida bem mais complicada agora.

“Quando acabou o jogo, o Talmo disse que nós ainda não tínhamos ganhado nada, e que tínhamos muitas coisas para acertar. Passamos essa semana inteira estudando elas e vendo o que fizemos de errado para melhorar, porque sabemos que o jogo de sábado vai ser um jogo muito difícil. Estamos nos preparando para uma partida longa e ‘pegada’, e treinando muito em função delas. Se Deus quiser, nós teremos tranquilidade de colocar tudo o que treinamos em prática no sábado para conseguirmos a vitória.”

No caso de vitória do Osasco, uma terceira partida será disputada na terça-feira (22/04), no José Liberatti, às 21h30.

Ivna não poupa elogios às rivais e sabe que um erro pode ser fatal. Para a “artilheira” do Sesi-SP, concentração é fundamental. “O Molico/Osasco é uma grande equipe. É, basicamente, uma seleção. Sabemos que mesmo ter ganhado o primeiro jogo, nós ainda não conquistamos nada. Por isso, temos que entrar sábado muito concentradas e jogar bem taticamente como fizemos lá no José Liberatti para evitar o terceiro jogo e conseguir a vaga.”

No retrospecto da temporada, Sesi-SP e Molico/Osasco se enfrentaram sete vezes, com quatro vitórias para Osasco e três para o SESI-SP. Para a partida deste sábado não haverá venda de ingressos. Eles serão distribuídos a partir de uma hora antes do jogo (9h), por ordem de chegada, em troca de 1kg de alimento não perecível.

Serviço

Sesi-SP X Molico/Osasco – Segunda semifinal da Superliga Feminina

Data e hora: 19/04 às 10h (Com transmissão da TV Globo)

Local: Ginásio da Vila Leopoldina – Rua Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina