imagem google
Início do conteúdo

Senai-SP inaugura nova área de negócios

Senai São Paulo Design prestará serviços para diferentes setores industriais do País

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537721724


Roberto Galisai, da Faculdade de Design do Politécnico de Milano

Empresários de diferentes setores industriais, profissionais de design e estudantes passaram a tarde da última segunda-feira (6) ouvindo elogios à diversidade e alegria brasileiras.

Os elogios marcaram a exposição de Roberto Galisai, mestre pela Faculdade de Design do Politécnico de Milano, convidado para o ciclo de palestras que antecedeu a inauguração do

Senai São Paulo Design

.

Galisai também contou um pouco da história do design na Itália, contextualizou como ele é fator de competitividade para as médias e pequenas empresas daquele país e destacou o quanto as empresas valorizam essa ferramenta de diferenciação de produtos, principalmente em Milão.

“O design faz parte da cultura da cidade porque está no DNA de todos os setores produtivos, desde a concepção dos produtos, passando pela fabricação, até as embalagens e formas de exposição para chegar ao consumidor final.”

Com nove mil estudantes de Design, Milão é referência na formação profissional dessa área, e Galisai atribui esse sucesso à produção, quase que artesanal dos produtos italianos, o que garante também sua qualidade.

Um dos pontos altos da apresentação foi quando o palestrante italiano enfatizou a necessidade de o Brasil em criar uma identidade própria. “A Itália exporta design e o Brasil, felicidade. As empresas brasileiras precisam transmitir esse sentimento e diversidade a seus produtos”.


Valorização estética

Newton Gama, consultor em Design com trabalhos em empresas como Brastemp, Cônsul e Whirlpool, e segundo palestrante, falou do papel da estética dentro das empresas. Para ele, dentre os desafios dos profissionais dessa área, o maior é entender o que o consumidor quer e captar suas necessidades.

Gama falou da trajetória do design no Brasil e salientou a importância da construção de uma marca forte, nos dias atuais. “O design deve ser visto como ferramenta transversal, que envolve os processos de criação, desenvolvimento e produção com o objetivo de criar coisas funcionais e atrativas para o consumidor”, destacou Gama.

Assim como Roberto Galisai, o consultor brasileiro ressaltou a importância de explorar nossa cultura e diversidade na hora de pensar o design brasileiro.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537721724



Walter Vicioni e Paulo Skaf