Senai-SP e Tam firmam intenções para curso de manutenção aeronáutica em São Carlos

Aulas para a primeira turma do curso devem começar em 30 da janeiro de 2012, prevê Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP

Adele Nabhan, Agência Indusnet Fiesp

O Senai-SP e a companhia aérea TAM assinaram nesta sexta-feira (23/09) um protocolo de intenções para formar técnicos em manutenção de aeronaves na cidade de São Carlos, interior de São Paulo, o maior polo aeronáutico do estado, ficando atrás apenas de São José dos Campos.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP), Paulo Skaf, estima que as aulas para a primeira turma devem ter início em 30 de janeiro do próximo ano.

“Vamos começar o curso com 64 vagas, mas vamos ampliar gradativamente e estaremos aptos a atender toda a demanda do setor de manutenção de aeronaves em São Carlos”, afirmou Skaf.

Para o prefeito de São Carlos, Oswaldo Barba, a cidade tem potencial para se transformar no principal centro de manutenção aeronáutica da América do Sul, enquanto o diretor-executivo de manutenção da TAM, Luiz Gustavo Silva, acredita que este setor deve continuar crescendo no Brasil até 2020.

“Esta é uma iniciativa importante para oferecer oportunidades e assegurar a formação de profissionais qualificados para o setor de aviação, que deve continuar crescendo no Brasil pelo menos até o fim da década”, destacou Silva.

O Curso Técnico de Manutenção de Aeronaves tem carga horária de 1.760 horas, divididas em quatro semestres. O conteúdo programático inclui aulas de desenho técnico de aeronaves, aerodinâmica, eletricidade, comunicação oral e escrita, inglês técnico, regulamentações básicas, tecnologia mecânica aeronáutica, eletrônica, instrumentos, estrutura de aeronaves, inspeção de aeronaves e procedimento de pista e sistemas elétricos, mecânicos, de ar condicionado e pressurização, partidas de motores e projetos.