imagem google
Início do conteúdo

Senai-SP deve superar 8.500 matrículas para pessoas com deficiência em 2014

Ricardo Terra participou do Fórum Sou Capaz, organizado pela Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp)

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp 

O número de matrículas para cursos de capacitação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) para pessoas com deficiência saltou de 255 em 2005 para 8.080 em 2013 e deve superar a marca de 8.500 em 2014, informou nesta segunda-feira (31/03) o diretor técnico da entidade, Ricardo Terra.

Segundo ele, toda a rede Senai do estado de São Paulo está preparada, em articulação com a escola de Itu, para receber alunos com deficiência física.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537423914

Ricardo Terra: Senai-SP está preparado, em articulação com a escola de Itu, para receber alunos com deficiência física. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

A unidade do Senai-SP em Itu funciona como um “centro de inteligência especializado nesse aprendizado”, disse Terra no Fórum Sou Capaz – Promovendo a Inclusão Profissional, organizado pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

Em sua apresentação, o diretor técnico explicou o modelo de ensino elaborado pelo Senai-SP para atender à formação de pessoas com deficiência. Para atender às necessidades desse aluno, a escola inicia um diálogo com ele, um diálogo com a empresa e a partir dessa aproximação, propõe a solução para a inclusão.

“Só existe educação plena quando você combina uma boa educação geral com uma boa educação profissional. E no diálogo com o sujeito você consegue compreender melhor quais são os gaps que existem naquela pessoa do ponto de vista de habilidades básicas da educação e a partir daí combina, através de um programa, uma orientação de escolarização junto com a formação profissional”, explicou.

“Então você tem uma solução efetiva de inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho”, completou Terra.

Inclusão no Esporte

Durante a abertura do Fórum Sou Capaz, a Fiesp e a Superintendência Regional do Trabalho do Estado de São Paulo assinaram uma carta de intenções para a criação do programa “Meu Novo Mundo”.

O objetivo do projeto, conforme explicou o diretor titular do Departamento de Ação Regional da Fiesp, Sylvio de Barros, é o de inserir pessoas com deficiência no Programa Atleta do Futuro (PAF), do Serviço Social d Indústria de São Paulo (Sesi-SP).

A abertura do evento contou com a participação da secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, e do Tribunal Regional do Trabalho e do ministério do Trabalho.

Sobre o Sou Capaz 

O  Sou Capaz tem como finalidade oferecer a equivalência de oportunidade a todos os cidadãos por meio da capacitação técnica de pessoas com deficiência e aprendizes.

Por meio de fóruns e cursos em modelo itinerante, que percorrem diferentes regiões do estado de São Paulo, bem como da ação contínua do Depar, o programa aborda assuntos legais, jurídicos e institucionais com a finalidade de obter resultados positivos nos níveis de empregabilidade, possibilitando também que instituições de formação profissional otimizem sua oferta de pessoas com deficiência e aprendizes para a indústria.

Acompanhe a programação completa da iniciativa, que prevê ações em Jundiaí, Sorocaba e Marília, entre outras cidades, no site do programa: http://hotsite.fiesp.com.br/soucapaz/#home.

O Sou Capaz é organizado pela Fiesp e pelo Ciesp, com patrocínio da Bayer e da Eaton.