Projetos de educação financeira e monitoramento de plantações vencem 18º Concurso Acelera Fiesp

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp, anuncia os ganhadores e defende estímulo ao empreendedorismo

Agência Indusnet Fiesp

Os vencedores do 18º Concurso Acelera Fiesp foram anunciados nesta terça-feira (28 de novembro) pelo presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf. Na categoria pré-operacional ganhou projeto da Hidrofito que usa internet das coisas e um sistema de espectroscopia a laser instalado num balão (dirigível) capaz de analisar as condições de uma plantação e atuar preventivamente, em vez de corretivamente, de forma mais eficiente que sistemas que usam processamento de imagens.

Na categoria operacional venceu o EduCash, uma plataforma de educação financeira em forma de game. O projeto vem sendo desenvolvido desde 2014. Skaf sugeriu na hora que o EduCash fosse oferecido ao Sesi-SP.

Skaf convidou para um almoço os dois vencedores e os empresários que serão seus mentores, como parte do prêmio. “Vamos pegar este espírito dos dois dias do Acelera e vamos espalhar pelo país. Precisamos pôr o Brasil em 2017, porque ele não está. O país está atrasado”, afirmou Skaf pouco antes da divulgação dos vencedores.

Skaf relatou viagem feita em missão ao Vale do Silício, que o fez ver a diferença de ânimo entre a Califórnia e o Brasil. “Precisamos mudar essa agenda, parar de curtir crises, para que aqui também se fale em investimentos de bilhões de dólares”, defendeu. Uma semana vivendo o clima do Vale do Silício, em lugares como a universidade Singularity, reforçou a sensação de que grandes transformações nos esperam, disse.

Precisamos usar a criatividade, ter ferramentas tecnológicas, criar oportunidades para compensar as profissões e setores que desaparecerem, defendeu. É o que se faz no Senai-SP, explicou Skaf, que também preside a entidade. “Quando vejo um encontro como o Acelera, penso: este é o Brasil de que precisamos. Rápido, porque este é o futuro da inovação, da criatividade.”

Skaf defendeu o estímulo ao espírito empreendedor. “Temos que criar uma onda, um movimento forte, e sair desta agenda de olhar para trás, esta agenda de crise, de dificuldades”, afirmou, destacando que já teve início a recuperação da economia. “Agora precisamos ter uma agenda progressista, para aproveitar este momento do mundo.”

O Acelera

Os vencedores da 18ª edição do Concurso Acelera Fiesp vão receber o equivalente a mais de R$ 40.000 em prêmios, incluindo apresentação profissional da Feng, mentoria de Fernando Seabra sobre pitch, mentoria feita por Cris Arcangelli, um ano de acesso gratuito à Plataforma Triple A, um mês de assessoria de imprensa e treinamento sobre comunicação.

Paulo Skaf com vencedores da 18ª edição do Concurso Acelera Fiesp. Foto: Everton Amaro/Fiesp

 

Organizado pelo Comitê Acelera Fiesp (CAF), o concurso começou nesta segunda-feira (27 de novembro), na sede da Fiesp. O Acelera Startup incentiva o empreendedorismo inovador e aproxima projetos e empresas de investidores. Participarão nesta edição projetos ou empresas, tanto pré-operacionais (sem faturamento) quanto operacionais (que já tenham receita), nas categorias indústria 4.0, agrotech, educação, smart cities/gestão pública e geral.

Os participantes da 18ª edição do Concurso Acelera Startup puderam receber online dicas de especialistas em empreendedorismo do Vale do Silício (nos Estados Unidos), Israel, França, Canadá e Portugal. A novidade se estendeu ao público que não participava do concurso, mas tinha interesse em receber mentoria internacional com cases de sucesso. Durante o evento, seis cabines de teleconferência ficaram disponíveis para as empresas inscritas na disputa e também para empreendedores que passarem pela Paulista ou que participaram apenas da abertura ou do encerramento do evento.

Nas últimas edições do evento, foram recebidas mais de 22.000 inscrições de todo o Brasil. Participaram mais de 300 mentores e cerca de 350 investidores. Somando as edições anteriores (2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017), o evento já gerou investimentos de mais de R$ 20 milhões.