imagem google
Início do conteúdo

Presidente da União Industrial Paraguaia apresenta possibilidades de investimentos no país

Eduardo Felippo destaca riqueza mineral, mudanças em legislação, agropecuária e investimentos em infraestrutura como atrativos para os empresários

Talita Camargo, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537561715

Eduardo Felippo: beneficiamento de amido é janela de oportunidades para investimentos no Paraguai. Foto: Everton Amaro/Fiesp

“Ano passado, a reserva de titânio do Paraguai foi considerada a maior do mundo”, afirmou o presidente da União Industrial Paraguaia (UIP), Eduardo Felippo, durante o seminário “Oportunidades de investimentos no Paraguai”, que aconteceu na manhã desta quarta-feira (03/04), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Felippo enxerga este segmento de mercado como um grande potencial de investimentos no país, já que o minério é um componente essencial para o desenvolvimento eletrônico e de tecnologia avançada. “Este é o ingrediente do futuro”, destacou Felippo, acrescentando que o país irá começar a exportar tal minério.

>> Paraguai oferece vantagens competitivas para setor têxtil, destaca diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp

A exploração de ouro e de petróleo é outro das riquezas do país. O Paraguai já exporta ouro para os Estados Unidos, que, segundo ele, também estão interessados no mercado da extração do petróleo. “Este é um mercado que ainda precisa ser desenvolvido e já há empresas americanas interessadas.”

A possível aprovação de um projeto de lei em pauta de votação no Congresso de seu país, de acordo com o presidente da UIP, deve atrair investimento estrangeiro ao facilitar as concessões e a terceirização de serviço – processos altamente burocráticos no país, segundo ele.

Novo aeroporto

Felippo afirmou que há uma intenção de mudar a localização do aeroporto internacional de Assunção, o principal do país, visando melhorar a entrada de turistas e investidores. “Nosso aeroporto é muito ruim. Queremos construir um novo, do outro lado do rio, onde há terrenos do governo e liberar a área do atual para construção de shoppings centers, por exemplo, já que a região possui grande valor imobiliário”, explicou.

Do ponto de vista de produção local, Felippo destacou o algodão, o frango e o arroz. “A produção de arroz tem aumentado de maneira significativa”. Além disso, ele chamou atenção para o fato de que o Paraguai ser o terceiro maior produtor de amido do mundo, mas que o processo industrial local ainda é muito precário. “Essa é uma janela de oportunidades de investimentos”, afirmou.

Ao finalizar, o presidente da UIP atentou para o fato de que o Paraguai é dono de 80% da frota fluvial das Américas. “Com certeza, essa é uma das maiores oportunidades de investimentos no Paraguai, pois não temos empresas com condições de investir na fabricação e reciclagem das barcaças que navegam nessas frotas”, alertou.

“Nosso país também é abençoado por Deus. Aguardamos todos vocês e estamos de portas abertas para resolver qualquer problema que vocês imaginem”, concluiu Felippo.

Leia mais: