imagem google

‘Esporte também é educação’, diz presidente da Fiesp em entrevista

Paulo Skaf foi um dos convidados da atração na noite desta sexta-feira (14/02), direto do estúdio montado pela emissora na frente do prédio da federação, na Avenida Paulista

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP), Paulo Skaf, foi entrevistado, ao vivo, na noite desta sexta-feira (14/02), pelos apresentadores Beto Hora, Lélio Teixeira e José Paulo da Glória, do programa Na Geral, da Rádio Bandeirantes. A conversa aconteceu no estúdio montado pela emissora na frente do prédio da Fiesp, na Avenida Paulista. E isso com muita gente ao redor, acompanhando tudo, até o final da atração, às 20h.

A jogadora da equipe feminina de vôlei do Sesi-SP Pri Daroit também participou do programa.

Recebido com festa pelos apresentadores, que agradeceram o espaço e a oportunidade de fazer o Na Geral diante dos ouvintes, Skaf destacou que a iniciativa é também um “entretenimento ao vivo na Paulista”.

Skaf  na gravação do Na Geral, ao vivo, no estúdio da Rádio Bandeirantes na Paulista. Foto: Beto Moussalli/Fiesp

Skaf na gravação do Na Geral, ao vivo, no estúdio da Rádio Bandeirantes na Paulista. Foto: Beto Moussalli/Fiesp


Em meio às imitações de personalidades como o ex-presidente Lula e o craque Pelé, feitas pelos locutores, Skaf destacou o trabalho desenvolvido pelo Sesi-SP na área. “Temos 20 equipes de rendimento em 16 modalidades”, disse. “Devemos ter 50 atletas formados pelo Sesi-SP nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro”.

Segundo Skaf, a visão da indústria paulista é a de que “esporte também é educação”. “As crianças aprendem na sala de aula e também nas quadras de esporte”, afirmou. “Nos últimos três anos, fizemos 104 quadras cobertas, 50 piscinas aquecidas e 50 campos de grama sintética”.

Perguntado sobre o trabalho do Sesi-SP na área cultural, Skaf convidou a todos para assistir o musical “A Madrinha Embriagada”, de graça, no Teatro do Sesi-SP, também na Avenida Paulista. “É um musical de padrão internacional, dirigido por Miguel Falabella”, explicou.

E tem mais: “Depois que acabar a temporada de “A Madrinha Embriagada”, teremos mais novidades, uma bela surpresa em cartaz no Teatro do Sesi-SP”, revelou.

O exemplo do Sesi-SP

Em sua participação no programa, Pri Daroit explicou que, para que o vôlei avance no país e ganhe mais popularidade, os clubes e instituições deviam fazer o que o Sesi-SP faz. “É preciso começar a investir desde a base, da base para o juvenil e depois para o adulto”, disse. “Tem que ter investimento, que nem o Sesi-SP faz”.