imagem google

Polo Aquático: Sesi-SP perde para o Pinheiros na final do Troféu Brasil 2015

Destaque da equipe no jogo, Chagas é o goleiro menos vazado da competição

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Apenas um gol. Essa foi a diferença entre o campeão e vice do Troféu Brasil 2015. Na tarde deste domingo (12/04), a equipe de polo aquático do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) entrou na piscina da Vila Leopoldina e ficou com a segunda colocação após perder para o Esporte Clube Pinheiros por seis a cinco (3/0, 1/3, 1/2 e 1/0) em jogo difícil.

O time da Vila começou forte e abriu três pontos de vantagem, Chagas se destacou nas defesas. Com muitas expulsões e um pênalti para o Pinheiros, o segundo quarto foi melhor para os adversários, que encostaram no placar.

O terceiro quarto seguiu apertado. Grummy conseguiu acertar um bom chute à gol, mas o Pinheiros apertou e não só encostou, como empatou o jogo.

O último quarto começou com o placar empatado e com as duas equipes marcando forte para fazer um gol e sagrar-se campeão. Faltando apenas dois minutos para o fim do quarto, o Pinheiros conseguiu passar pela forte marcação do Sesi-SP e marcou o gol da vitória.

“Jogo entre Sesi-SP e Pinheiros é sempre uma partida que qualquer time pode ganhar. Os dois são muito fortes e contam com jogadores de muita qualidade. Hoje eu acho que nós jogamos muito bem, tomar apenas seis gols quando o adversário tem dois grandes centros e atacantes fortes é muito bom”, comentou o técnico André Avallone ao final da partida.

Avallone ressaltou ainda a boa desenvoltura de Chagas, que recebeu o troféu de goleiro menos vazado da competição.

“O Chagas foi sensacional, é um goleiro exemplar, disciplinado e muito profissional”, finalizou.

O Flamengo, derrotado pelo Sesi-SP na véspera, ficou em terceiro lugar no Troféu Brasil após vencer o Paineiras por nove a sete.

O jogo
No primeiro quarto, o Sesi-SP abriu o placar, marcou um gol de pênalti e saiu na vantagem, enquanto Chagas defendeu três bons chutes da equipe do Pinheiros.

O segundo quarto seguiu muito disputado. Mantendo uma marcação forte, o time da Vila acabou cometendo pênalti no jogador do Pinheiros, que encostou no placar. Na sequência, uma bela tabela entre Grummy e Rudá resultou no gol do capitão número 10, recuperando a vantagem de dois gols no marcador.

O terceiro quarto começou melhor para o Pinheiros, que logo no início empatou o placar. Mas Grummy, em um chute pela lateral, colocou o Sesi-SP na frente mais uma vez. Mesmo com Chagas tomando conta do gol, a defesa não conseguiu segurar a força de Adrian e mais uma vez os adversários deixaram tudo igual.

O último quarto foi o mais acirrado de todos, com o placar em cinco gols para cada lado, os dois times apertaram a marcação para a decidirem sem precisar ir para os pênaltis. Mas o Pinheiros furou a marcação do time da Vila, chutou a gol e passou na frente encerrando o jogo com a vitória.

Gustavo “Grummy” foi o autor de dois dos cinco gols marcados pela equipe do Sesi-SP, sendo um de pênalti. Herman, Tony Azevedo e Rudá foram os autores dos outros gols.

Classificação
1o Pinheiros
2o Sesi-SP
3o Flamengo
4o Paineiras
5o Paulistano
6o Botafogo
7o ABDA
8o Fluminense.

Resultados
9 de abril – quinta-feira
Pinheiros 21 x 9 ABDA
Sesi-SP 11 x 2 Paineiras
Pinheiros 13 x 5 Fluminense
ABDA 7 x 20 Flamengo
Paineiras 8 x 6 Paulistano
Sesi-SP 15 x 7 Botafogo.

10 de abril – sexta-feira
ABDA 9 x 15 Fluminense
Pinheiros 16 x 7 Flamengo
Botafogo 9 x 11 Paulistano
Flamengo 17 x 11 Fluminense
Paineiras x Botafogo
Sesi-SP 11 x 8 Paulistano

11 de abril – sábado
(3º A) Paulistano 19 x 9 ABDA (4º B)
(3º B) Fluminense 12 x 17 Botafogo (4º A)
Semifinal = (1º B) Pinheiros 14 x 9 Paineiras (2º A)
(1º A) Sesi-SP 17 x 7 Flamengo (2º B)

12 de abril – domingo
Disputa do 7º lugar
ABDA 11 x 9 Fluminense
Disputa do 5º lugar
Paulistano 9 x 6 Botafogo
Disputa do bronze
Paineiras 7 x 9 Flamengo
Decisão: Pinheiros 6 x 5 Sesi-SP