imagem google
Início do conteúdo

PIB fraco já era esperado, diz Paulo Skaf

IBGE divulgou hoje PIB do segundo trimestre, que registrou crescimento de apenas 0,4%

Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo

Nota Oficial

“Os números só comprovam o que a Fiesp e o Ciesp vêm falando desde 2011: este é um ano de fraco desempenho da economia e retração para a indústria. O resultado do PIB está alinhado com nossas expectativas, que eram de exatamente 0,4%”, afirma Paulo Skaf, presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo.

Com os resultados divulgados nesta sexta-feira (21/08) dos números do segundo trimestre do Produto Interno Bruto (PIB), a Fiesp fez novas projeções para 2012. “O crescimento do PIB para este ano será de apenas 1,4%. Já a indústria de transformação cairá 2,6%, isso só mostra o quanto o setor está atingido e que não temos mais tempo para reverter este cenário”, revelou Skaf.

Fraco desempenho também será sentido no emprego industrial, que encerrará o ano com queda de 2,2%.

Segundo o presidente da Fiesp, esse deve ser um momento de reflexão. “Chegamos num ponto em que o governo precisa ter coragem para transformar intenções em ações em prol da competitividade, da produção e do crescimento do Brasil. É hora de seguir firme com a queda dos juros, manter o câmbio acima de dois reais, reduzir os custos de gás, da energia, o peso da burocracia, dos tributos e melhorar a infraestrutura do país.”