imagem google

Pesquisa da Fiesp e Ciesp confirma mudança de hábitos do consumidor causada pela inflação

Alta nos itens de alimentação e bebidas foi citada por 87% dos entrevistados

Bernadete de Aquino, Agência Indusnet Fiesp,

Segundo pesquisa realizada pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), 81% dos entrevistados perceberam significativos aumentos de preços nos últimos seis meses e mudaram hábitos de consumo.

A alta de itens dos setores de alimentação e bebidas foi citada por 87% dos entrevistados. Em seguida vem energia elétrica, gás e água (59%), habitação (33%) e transporte (32%). Com o impacto dos aumentos, a maioria dos consumidores decidiu trocar produtos com os quais estavam acostumados por marcas mais baratas (51%) e produtos mais baratos (42%). Refeições fora de casa foram reduzidas (27%), assim como o uso de serviços pessoais (12%). Cinco por cento dos entrevistados trocaram o meio de transporte que utilizavam.

De acordo com o levantamento, a elevação das tarifas de energia elétrica também foi sentida pelas famílias, que reduziram o consumo, assim como a utilização de eletrodomésticos, por exemplo, para driblar as contas.

O estudo aponta também que a combinação do aumento dos preços, alta de juros e a percepção de que os salários não acompanharam a inflação influenciou negativamente na intenção das famílias em contrair novas dívidas, o que afeta diretamente o poder de compra.

A pesquisa foi encomendada pela Fiesp e pelo Ciesp ao Instituto  Ipsos. Foram entrevistadas 1.200 pessoas, em âmbito nacional, entre os dias 12 e 26 de maio de 2015.

Clique aqui para ler a pesquisa.