imagem google

ONU e Fiesp lançam Guia de Produção e Consumo Sustentáveis

Com foco nas PMEs, o objetivo é disseminar informações para reposicionar os negócios ou abrir novas oportunidades

Solange Sólon Borges, Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) lançaram nesta terça-feira (9/6) o Guia de Produção e Consumo Sustentáveis – Tendências e Oportunidades para o Setor de Negócios. O lançamento foi feito durante a 17ª Semana de Meio Ambiente da Fiesp.

Para Denise Hamú, representante do PNUMA, no Brasil, é preciso que o mundo todo reconheça a necessidade de adotar um modelo de desenvolvimento com menos impacto ambiental, para preservar a oferta de recursos naturais e os serviços ecossistêmicos, essenciais à manutenção da vida no planeta.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542614111

Para Hamú, o lançamento do guia não é trivial. Há 192 países que estão de acordo com inúmeros pontos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODs). Essa discussão é saudável e há interação com demais convenções ambientais, como a do clima, por exemplo.

Em sua avaliação, há grande oportunidade para dar impulso a esta agenda junto à sociedade, promovendo ajustes produtivos. A publicação tem como foco as pequenas e médias empresas (PME) por sua capacidade de adaptação e flexibilidade e também por elas terem papel fundamental para a transformação, já que respondem por 70% do Produto Interno Bruto (PIB) e por dois terços dos empregos formais nos países em desenvolvimento e emergentes.

Na avaliação de Marlúcio Borges, diretor adjunto do Departamento de Meio Ambiente (DMA) da Fiesp, o guia resulta de uma construção coletiva, e seu tema é transversal, tendo como objetivo realmente disseminar essas informações entre as pequenas e médias empresas pelo papel que elas representam em termos de geração de renda e emprego.

Borges reforçou a interdependência entre produção e consumo que modifica completamente o negócio das empresas, o modo de ver o mercado, seu posicionamento para ser mais competitivo e até suas possibilidades de sobrevivência. Ou seja, o tema traz outra dimensão e impacto para os negócios.

Para o diretor, é importante não só se antecipar às iniciativas, com papel mais assertivo, mas também valorizar o que já foi feito em termos de Produção Mais Limpa (P+L) e os demais temas inclusos no mesmo guarda-chuva, tais como tecnologia, inovação, biodiversidade, Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) e Política Nacional do Clima.

Empresas interessadas no Guia de Produção e Consumo Sustentáveis devem procurar o Departamento de Meio Ambiente – DMA da Fiesp, por telefone (11 3549-4675 e 3549-4237) ou por e-mail (cdma@fiesp.com).