imagem google

Objetivo do ConstruBusiness 2014 é apresentar propostas, diz diretor do Deconcic

Mário William Ésper coordenou reunião sobre agenda do próximo encontro do setor de construção na Fiesp

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

O Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) fez uma reunião na tarde desta terça-feira (09/09) para discutir as propostas que serão apresentadas no 11º Construbusiness, congresso do setor realizado a cada dois anos pela Fiesp.

“A proposta do Construbusiness não é de fazer diagnóstico. Já foram feitos muitos. A partir de diagnósticos anteriores vamos elaborar propostas”, afirmou o diretor titular adjunto do Deconcic, Mário William Ésper.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542804219

Deconcic tem grupo de estudos dedicado a tratar da tecnologia BIM. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Ele também é coordenador do programa Compete Brasil, elaborado pelo Deconcic, que apresenta propostas para o desenvolvimento e competitividade da cadeia da construção.

Durante a reunião com coordenadores de grupos de trabalho do Deconcic e representantes de associações, Ésper afirmou ainda que a divulgação e a promoção da tecnologia BIM [Building Information Modeling, equivalente a Modelagem da Informação da Construção], ou seja, a construção virtual de uma edificação, também é um item de prioridade da pauta do encontro, que deve acontecer em novembro deste ano.

“Essa é a proposta do Construbusiness: um arcabouço do BIM e como ele pode ser usado. Uma proposta de como ele pode ser implementado e o que ele pode gerar, como a eficiência energética”, disse.

Há um grupo do Deconcic dedicado a tratar especificamente desse tipo de tecnologia que permite a construção virtual de edifícios em terceira dimensão, antes que eles sejam erguidos no plano real.

Uma análise comparativa entre as políticas públicas de BIM na União Europeia e o Brasil deve ser apresentada no Construbusiness deste ano, segundo o diretor de Competitividade Industrial da Secretaria do Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Marcos Otávio Bezerra Prates.

“A análise comparativa das políticas da UE será um produto”, disse Prates, que participou de uma missão da Fiesp à França para explorar os avanços da tecnologia BIM no país europeu.

“Também temos a possibilidade de o governo francês apoiar a ida de brasileiros para lá”, completou o representante do MDIC sobre a possível capacitação em BIM de profissionais brasileiros no exterior.

Segurança

Também foram discutidas na reunião propostas de planejamento da vida útil de matérias de construção. Outro assunto que deve ser abordado durante o Construbusiness é a segurança de edifícios com mais de 15 anos.

De acordo com o coordenador do grupo de trabalho do Deconcic sobre Segurança em Edificações, Valdemir Romero, mais de 16 associações do setor de construção estão envolvidas nas discussões do grupo.

“Um dos objetivos é buscar uma lei que seja compulsória, com o propósito de definir inspeções técnicas e periódicas”, reiterou Romero.