imagem google
Início do conteúdo

O Lobo Atrás da Porta vence como melhor filme no 11º Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema

Longa também foi premiado nas categorias de melhor atriz e melhor roteiro

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Dirigido por Fernando Coimbra, “O Lobo Atrás da Porta” foi eleito o melhor filme de ficção pelo 11º Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema. Os vencedores de 13 categorias da edição de 2015 foram conhecidos na noite desta terça-feira (5/5).

A atriz Leandra Leal, que interpreta Rosa em “O Lobo Atrás da Porta”, venceu na categoria de melhor atriz do Prêmio.  Já o diretor e roteirista Coimbra levou o prêmio de melhor roteiro pelo longa.

“Eu nunca tinha ganhado um prêmio de roteiro até então, mas nos últimos meses ganhei três. Agora sou oficialmente roteirista, podem me chamar para trabalhar”, disse Coimbra ao receber o prêmio no Teatro Sesi-SP.


Imagem relacionada a matéria - Id: 1537464128

"O Lobo atrás da Porta" vence nas categorias melhor filme, atriz e roteiro. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Em “O Lobo Atrás da Porta”, uma rede de mentiras, vingança e ciúmes envolvendo Bernardo (Milhem Cortaz), sua esposa Sylvia (Fabiula Nascimento), e sua amante Rosa (Leandra Leal) vem à tona em meio ao desaparecimento de uma criança.

Na categoria de melhor ator, a edição deste ano reconheceu Matheus Nachtergaele pelo trabalho em “Trinta”, cinebiografia do carnavalesco Joãosinho Trinta dirigida por Paulo Machline

“Eu mereço esse [prêmio] dessa vez. E pelo seguinte: a gente passa essa vida aqui tentando descobrir quem a gente é, quem é o Brasil, através da arte. Mas dessa vez, no Trinta, comecei a aprender uma coisa que vai ficar cravada no meu trabalho daqui para frente:  aprender a acreditar na felicidade e na alegria. E o primeiro passo foi do João Jorge Trinta”, disse Nachtergaele.

Daniel Ribeiro venceu a categoria de melhor diretor por seu trabalho no longa “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”.

A atriz Maria Alice Vergueiro venceu a categoria de melhor atriz coadjuvante por “Jogo das Decapitações”. E o prêmio de melhor ator coadjuvante foi para Marat Descartes, que deu vida ao malandro Lucas em “Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa”.


Imagem relacionada a matéria - Id: 1537464128

Matheus Nachtergaele vence categoria de melhor ator por Trinta. Foto: Everton Amaro/Fiesp


Cinema Nacional

Em sua 11ª edição, o Prêmio da Fiesp e do Sesi-SP exibiu mais de 40 longas e curtas de março a abril, durante da Mostra de Cinema, uma etapa na qual o público também pode escolher o melhor filme.

O prêmio é fruto de uma parceria entre a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e o Sindicado da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (Siaesp). Os organizadores da iniciativa pretendem incentivar a produção cinematográfica nacional e facilitar o acesso às produções brasileiras.

“Nesses 11 anos temos procurado ser inconformados com tudo.  Apoiar o cinema brasileiro com iniciativas como essa, que permitem que novos públicos tenham acesso, nos enche de satisfação”, disse o superintendente do Sesi-SP, e diretor regional do Senai-SP, Walter Vicioni.

A edição de 2015 homenageou a produtora, atriz e roteirista Mariza Leão, à frente da Morena Filmes.  Em seu discurso de agradecimento, ela fez uma declaração para a capital paulista. “São Paulo talvez seja a cidade mais cinematográfica do mundo”.

Mariza Leão aproveitou a ocasião para pedir por mais espaço ao cinema nacional. “Eu quero cinco mil novas salas de cinema nos próximos 10 anos, isso não é um sonho”.

Vencedores

Melhor Filme de Ficção – O Lobo Atrás da Porta
Melhor Filme Documentário – Democracia em Preto e Branco
Melhor Curta‐Metragem – O menino que sabia voar
Melhor Diretor
Daniel Ribeiro – Hoje eu quero voltar sozinho
Melhor Atriz
Leandra Leal – O Lobo Atrás da Porta
Melhor Atriz Coadjuvante
Maria Alice Vergueiro – Jogo das Decapitações
Melhor Ator
Matheus Nachtergaele – Trinta
Melhor Ator Coadjuvante
Marat Descartes – Uma Dose Violenta de Qualquer Coisa
Melhor Roteiro
Fernando Coimbra – O Lobo Atrás da Porta
Melhor Fotografia
Rodrigo Monte – Confia em mim
Melhor Montagem
Gustavo Giani – Confia em Mim
Melhor Direção de Arte
Daniel Flaksman – Trinta
Melhor Trilha Sonora
Beto Villares – Entre Nós