“Nova história da educação”, afirma Skaf sobre os FabLabs das escolas do Sesi-SP

Escola de Presidente Prudente será inaugurada já com moderno laboratório de fabricação digital

Agência Indusnet Fiesp

Em entrevista nesta sexta-feira (23 de setembro) à Rádio Comercial, de Presidente Prudente, o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf, destacou a importância dos FabLabs do Sesi-SP. “Está se escrevendo uma nova história da educação”, afirmou, ao se referir aos recursos de fabricação avançada dos FabLabs. E há, explicou, conexão com outros laboratórios ao redor do mundo, permitindo a troca de conhecimento.

A nova escola do Sesi de Presidente Prudente, que Skaf vai inaugurar neste sábado, nasce já com um FabLab. O nome é a abreviação do termo em inglês fabrication laboratory, plataforma de prototipagem rápida de objetos físicos. Os FabLabs integram uma rede mundial de quase oito centenas de laboratórios. Sua base é o conceito da participação colaborativa do aluno e da comunidade local, que trocam informações para a execução de um projeto e contam com o apoio de uma rede internacional.

O objetivo destes laboratórios é ser um ponto de encontro e conexão de ideias, as quais são materializadas por meio da fabricação digital, eletrônica e programação.

O FabLab de Presidente Prudente faz parte da primeira fase da Rede FabLab Sesi-SP, que além do novo laboratório que será inaugurado sábado já conta com mais sete unidades em São Paulo (Vila Leopoldina), Suzano, Taubaté, Jundiaí, Limeira, Ribeirão Preto, Birigui e São José do Rio Preto.

Cada um dos oito FabLabs do Sesi-SP tem equipamentos modernos para que o aluno seja estimulado a aprender fazendo. São compostos por impressora 3D, cortadora a laser, fresadora, cortadora de vinil, prensa térmica e bancada eletrônica. O investimento no FabLab de Presidente Prudente foi de R$ 400 mil.

Na entrevista, Skaf falou também sobre o investimento de quase R$ 40 milhões na nova escola. Além dos equipamentos comparáveis aos das melhores escolas do mundo, Skaf destacou que professores e funcionários são idealistas e se realizam quando sentem que o aluno está aprendendo. E lembrou que, por estarmos na era da tecnologia, da quarta revolução industrial, a educação de qualidade é fundamental.

Programa Atleta do Futuro

Skaf assinou com a Prefeitura de Presidente Prudente nesta sexta-feira (22 de setembro) convênio do programa Sesi-SP Atleta do Futuro que atenderá 600 alunos da cidade, que poderão escolher entre as modalidades capoeira, futebol, futsal, ginástica artística, judô, natação, tênis de mesa, voleibol e kung fu. Também é parceira no convênio a empresa Vitapelli. Na mesma cerimônia, realizada em Presidente Prudente, foi assinado convênio com Santo Expedito, que terá 150 vagas para a prática de futsal, sendo parceiros do Sesi-SP no município a Prefeitura Municipal e a Sabesp. Também foi firmado convênio com Adamantina (em que é parceira a Adasebo), para oferecer a 500 estudantes as modalidades atletismo, basquete, capoeira, futebol, futsal, handebol, natação, vôlei.

Paulo Skaf na assinatura do Programa Sesi-SP Atleta do Futuro em Presidente Prudente. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

 

Na ocasião também foram entregues os cadernos oficiais do programa aos gestores dos municípios que têm contratos vigentes no Oeste Paulista. A região de Presidente Prudente é a que mais tem contratos do programa Atleta do Futuro em todo o Estado. Receberam os cadernos de gestão do programa, que contêm orientação sobre como implementar a metodologia do Sesi-SP, os municípios Rinópolis, Junqueirópolis, Anhumas, Mirante do Paranapanema, Santo Expedito, João Ramalho, Alfredo Marcondes, Pauliceia, Sandovalina, Teodoro Sampaio, Euclides da Cunha, Marabá Paulista, Pacaembu e Regente Feijó.

Criado para estimular a prática esportiva e a cidadania, o programa Sesi-SP Atleta do Futuro está presente em 201 municípios e contempla 84 mil crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos.

Além da prática esportiva, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.