imagem google
Início do conteúdo

“Não tem cabimento mexer com a indústria”, diz Skaf sobre desoneração da folha

Presidente da Fiesp e do Ciesp se reuniu com Joaquim Levy, em Brasília

Alice Assunção, Indusnet Fiesp

Durante encontro com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, nesta quarta-feira (20/5) em Brasília, o presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), Paulo Skaf, voltou a defender a manutenção da desoneração da folha de pagamento para o setor de transformação.

“Se a gente precisava de ajuda antes, agora, com falta de demanda, de crédito, juros altos, as necessidades são ainda maiores”, disse Skaf após a reunião. “Não tem cabimento mexer com a indústria. A alíquota da indústria não pode mudar”, acrescentou.

O governo estuda aumentar a alíquota da tributação de 1% sobre o faturamento para 2,5%, e dos atuais 2% para 4,5%.

“A proposta é que a indústria fique no 1%”, reiterou Skaf. “Não aceitamos a alíquota majorada porque não é justo”.

Segundo o presidente da Fiesp e do Ciesp, a reunião com Levy “não foi conclusiva, mas positiva. O ministro ouviu. Conversamos sobre outros temas, mas na realidade o tema principal foi a desoneração”.