imagem google

Mundo pede reinvenção a toda hora, afirma Skaf em Santos

Presidente da Fiesp e do Ciesp fala no Bom Dia Baixada sobre transformação do mundo, recuperação da economia brasileira e Programa Atleta do Futuro

Agência Indusnet Fiesp

O presidente da Fiesp, do Ciesp, do Sesi-SP e do Senai-SP, Paulo Skaf, disse nesta quinta-feira (5 de abril), no programa televisivo Bom Dia Baixada, que é preciso se reiventar. “Temos que nos reestruturar a toda hora”, disse, revelando que o Senai de Santos promove de 14 a 18 de maio o Desafio de Ideias, em que grupos formados na hora discutem soluções para questões apresentadas por duas empresas. “Todo dia tem que ser um desafio de ideias, não podemos nos acomodar”, afirmou, em referência à cada vez mais rápida transformação do mundo. Também por isso a educação de qualidade é cada vez mais importante.

Na entrevista, Skaf listou pontos que mostram que a economia brasileira está no caminho certo. “Está se recuperando.” Skaf afirmou também que foi muito positiva a modernização trabalhista. “Desengessar uma situação cheia de amarrações estimula o emprego, não há a menor dúvida”, explicou, usando como exemplos a possibilidade de trabalho à distância, antes proibido. “A regulamentação da terceirização também foi um avanço.”

Skaf também falou sobre a campanha Chega de engolir sapo. “É um recado para os bancos. Os juros brasileiros são absurdos. O Sapo veio para dizer basta.” Os cinco maiores bancos brasileiros, revelou, tiveram em 2017 lucro maior que o lucro somado das 260 empresas brasileiras de capital aberto.

PAF

Skaf explicou ainda como funciona o Programa Sesi-SP Atleta do Futuro, que em Santos vai beneficiar 235 alunos nas modalidades atletismo e handebol, graças a convênio assinado no mesmo dia. Em toda a Baixada Santistae no Vale do Ribeira são 3.000 crianças atendidas.

Paulo Skaf com a lutadora do Sesi-SP Aline Silva em Santos. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Paulo Skaf com a lutadora do Sesi-SP Aline Silva em Santos. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp

Em todo o Estado de São Paulo são mais de 100.000 alunos beneficiados pelo Programa Atleta do Futuro, que envolve 187 prefeituras conveniadas. Desde 2008, o Atleta do Futuro tem estimulado a prática esportiva e a cidadania de crianças e adolescentes.

Além de introduzir a prática esportiva aos participantes, os alunos recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, dentre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

O Atleta do Futuro contempla crianças e jovens entre 6 e 17 anos, e as atividades estão organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária. Na fase que compreende crianças entre 6 e 8 anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos 8 anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças. Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.