imagem google
Início do conteúdo

MPI: Diretor de micro e pequenas da Fiesp pede desburocratização

Milton Bogus iniciou os debates do 10º Congresso da Micro e Pequena Indústria

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

Em meio à crise econômica, o que importa é comandar bem a empresa para resistir às dificuldades, afirmou nesta segunda-feira (25/5) o diretor do Departamento da Micro e Pequena Indústria (Dempi) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Milton Bogus.

“Momentos de crise sempre existiram. Sejamos cautelosos”, disse Bogus durante a abertura do 10º Congresso da Micro e Pequena Indústria, organizado pelo Dempi na capital paulista.

O diretor da Fiesp aproveitou a ocasião para pedir por mais simplificação às empresas de micro e pequeno porte. “Apoiamos soluções para desburocratizar a vida das pequenas”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537947671

Milton Bogus, diretor do Departamento da Micro e Pequena Indústria. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Presente na abertura do Congresso, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, informou que a partir de junho deste ano, o prazo médio para abertura de empresas será de cinco dias. Para abrir uma empresa no Brasil demora-se, atualmente, 102 dias.

A medida faz parte do programa Bem Mais Simples, apresentado por Afif no congresso desta segunda-feira.

Ajuste fiscal

Bogus reforçou ainda que o ajuste fiscal anunciado pelo governo deve se concentrar na redução dos gastos públicos.

“O governo necessita de mais disciplina e eficácia no gasto público. Vamos devagar com o andor desse ajuste fiscal”, afirmou Bogus.