imagem google

Monitor de velocidade de banda larga da Fiesp ganha versões para smartphone e Mac

Ferramenta foi desenvolvida em parceria com o NIC.br e lançada em maio do ano passado

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

O Monitor de Banda Larga da Fiesp, recurso que mede a velocidade da banda larga fixa, ganhou uma nova versão para verificar a banda larga móvel. Em uma segunda fase de implantação, o aplicativo foi ampliado para smartphones, tablets, plataformas Android e IOS. No caso de banda larga fixa, a ferramenta foi atualizada para Mac e MacBooks. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (27/8) pelo gerente de projetos do NIC.br, Fabrício Tamusiunas.

A plataforma de medição da banda larga foi lançada pela Fiesp, em parceria com o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), em maio de 2014 e, até julho deste ano, foi acessada mais de 280 mil vezes. Ainda neste período a Fiesp registrou quase 110 mil downloads do aplicativo, segundo o Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da Fiesp.

O Monitor realizou mais de sete milhões de medições desde maio de 2015 até agora, sendo mais de dois milhões de medições nos três primeiros meses após o lançamento do aplicativo, informou Tamusiunas. Por dia, são mais de 10 mil medições realizadas pelo Monitor.

Segundo Tamusiunas, dos usuários que utilizam o aplicativo desde o ano passado, 16% avaliaram sua internet como ruim ou muito ruim. Mas ele alertou para diferentes qualidades de internet em diferentes regiões, principalmente na cidade de São Paulo.

“Na Vila Madalena, 90% do pessoal informou que a internet passou nos testes de qualidade. Já no Grajaú, que é uma região mal atendida, somente 71% afirmaram ter internet de acordo com o contratado pela operadora”, afirmou o gerente do NIC.br.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542515651

Workshop sobre qualidade da banda larga, realizado na Fiesp. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp


Versão atualizada

Na segunda fase, o Monitor Banda Larga deve verificar a qualidade das redes 2G, 3G, 4G e Wi-Fi (fixa) em tablets, smartphones, Mac e Macbook. O aplicativo está disponível para os sistemas operacionais iOS e Android. Clique aqui para baixar o aplicativo.

De acordo com o Deinfra, a banda larga móvel foi acessada por mais de 157 milhões de usuários no Brasil em 2014. Somente no Estado de São Paulo, foram registrados 40 milhões de acessos até dezembro do ano passado.

A Fiesp e o NIC.br esperam atingir pelo menos 4 de cada 10 usuários de smartphones (3G e 4G) no estado de São Paulo.

Já a banda larga móvel foi acessada por quase 24 milhões de usuários brasileiros em 2014, dos quais 8,9 milhões foram registrados em São Paulo.

Resultados            

Na avaliação do gerente do NIC.br, o ganho mais expressivo desde o lançamento do Monitor de Banda Larga foi a remoção do Java como plataforma para rodar o aplicativo. “Agora o usuário não precisa ter Java”.

Outro avanço é o suporte que a ferramenta oferece ao consumidor para reclamar seus direitos.

“O usuário está tendo a iniciativa de fazer alguma coisa com os relatórios para cobrar por algo melhor”, disse Tamusiunas. Ele informou que, ao ser questionado, o usuário informou já ter procurado a Anatel e Procon para cobrar por serviços de internet não entregues como o esperado.

Qualidade

A novidade do Monitor de Banda Larga foi apresentada durante um workshop sobre qualidade da banda larga organizado pelo Deinfra na manhã desta quinta-feira. Também participaram do debate o gerente do Cetic.br, Alexandre Fernandes Barbosa, o pesquisador do Inmetro Ewerton Madruga e o gerente executivo da Anatel no Estado de São Paulo, Sandro Almeida Ramos.

Na ocasião, Madruga, do Inmetro, afirmou que “a banda larga vai continuar aumentando, mas a capacidade não deve crescer na mesma proporção. Então vamos ver velocidades menores”.