Mineração: Comin/Fiesp considera ‘histórica’ resolução assinada por secretarias estaduais

Secretários de Meio Ambiente e de Energia do governo do Estado de São Paulo assinam medida que estabelece governança conjunta nas questões do setor mineral

Agência Indusnet Fiesp, com informações do Comin/Fiesp

Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio no evento que selou a governança conjunta entre as secretarias. Foto: Divulgação. Foto: Everton Amaro

As secretarias de Estado de Energia e de Meio Ambiente do Estado de São Paulo firmaram nesta sexta-feira (14 /12) uma resolução que estabelece governança conjunta das questões do setor mineral.

A decisão foi avaliada como singular e emblemática pelo representante da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio, que compareceu ao evento representando o coordenador-titular do Comitê de Cadeia Produtiva da Mineração (Comin), Eduardo Machado.

“Um sinal evidente de um governo que consegue enxergar nossa importância econômica, social e política”, disse Auricchio, coordenador-adjunto do Comin e diretor-titular do Departamento da Indústria da Construção Civil (Deconcic) da entidade.

De acordo com Auricchio, a resolução vai otimizar os processos de licenciamento ambiental e compatibilizar o desenvolvimento do setor mineral paulista – e de sua cadeia produtiva – com a indispensável adequação ao meio ambiente, num contexto de ordenamento territorial e de adoção de padrões de sustentabilidade.

“A mineração entrou na pauta do Estado de São Paulo, após ficar décadas fora dela”, afirmou o coordenador-adjunto do Comin e diretor-titular do Deconcic.

O evento contou ainda com a presença do superintendente regional do Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM), Ricardo de Moraes; do subsecretário de Mineração, José Fernando Bruno; e do líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), deputado Samuel Moreira.

Em nome das entidades representadas no comitê de mineração da Fiesp e da cadeia produtiva da construção civil, Auricchio fez questão de agradecer aos secretários estaduais Bruno Covas (Meio Ambiente) e de Energia (José Aníbal) pela medida “em prol da mineração paulista”.

Secretários de Energia e de Meio Ambiente do Estado de São Paulo na assinatura da resolução conjunta. Ao fundo, Carlos Eduardo Pedrosa Auricchio, do Comin e Deconcic/Fiesp (terceiro da esquerda para a direita entre os que estão de pé). Foto: Everton Amaro

Segundo Auricchio, a criação da subsecretaria de mineração na pasta deve-se a José Anibal e a atuação de Bruno Covas foi decisiva para a retomada do diálogo da Secretaria de Estado do Meio Ambiente com o setor mineral.

“Com sua gestão, Bruno [Covas] restabeleceu o diálogo e a oportunidade, ao setor mineral, de mostrar o que faz, com a tecnologia que dispõe, seguindo as regras existentes, que o setor quer cumprir, mas que muitas vezes são complexas ao ponto de cercear por completo a atividade, necessária para produzir recursos minerais de que o nosso Estado precisa”, explicou Auricchio.