Marinha do Brasil e setor de calçados discutem na Fiesp estímulo a parcerias

Senai-SP participa da formulação de especificações adequadas dos produtos

Patrícia Ribeiro, Agência Indusnet Fiesp

O Comitê da Cadeia Produtiva do Couro, Calçados e Componentes (Comcouro) e o Departamento de Defesa (Comdefesa) da Fiesp organizaram um encontro nesta terça-feira (11 de abril), com a Marinha do Brasil para um diálogo de aproximação com o setor calçadista.

A busca pela qualidade do produto inclui a atuação do Senai-SP, que possui referências em processos de tecnologia em P&D e faz parte da Tríplice Hélice.  Nesse sentido, a Marinha irá trabalhar com a indústria nacional e com o Senai, para estabelecer especificações para cada calçado utilizado em situações diferente de trabalho pelos oficiais.

Renato Daracdjian, diretor do Senai unidade Vila Maria, disse que agora o Senai tem a função de fazer esta interface, para de fato levar o melhor produto para a indústria de defesa.

“Este é um momento oportuno para debatermos o que acontece no setor e melhorar os produtos que recebemos”, enfatizou o vice-almirante Helio Mourinho Garcia Junior, diretor de Abastecimento da Marinha.

Segundo Garcia, as Forças Armadas de muitos países compram calçados brasileiros e são atendidos conforme suas especificações. Garcia disse que para a Marinha, que tem sede no Estado do Rio de Janeiro, é muito difícil ter um diálogo com o setor, que tem fabricantes em outros Estados. “Queremos entender onde estamos errando, para melhorar nosso diálogo e, consequentemente, os produtos que recebemos.” De acordo com o almirante, muitas vezes a Marinha recebe os representantes comerciais, e a ideia é estreitar o diálogo e o relacionamento pessoal com os fabricantes.

Reunião da Marinha do Brasil com o Comcouro e o Comdefesa, da Fiesp, sobre calçados. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp