imagem google
Início do conteúdo

‘Leve seu discurso vencedor com um brilho nos olhos’, diz 3º colocado do Acelera Startup

Engenheiro civil Rubens Benbassat, idealizador do Banheiro 360°, conta, em entrevista, sua trajetória como empresário. E destaca a importância de insistir para chegar lá

Guilherme Abati, Agência Indusnet Fiesp

Catapultado em seu projeto. Foi essa a sensação do engenheiro civil Rubens Benbassat, idealizador do Banheiro 360°, ao conquistar a terceira colocação no concurso Acelera Startup, promovido pelo Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), no começo de maio. Foi a primeira vez que ele participou de uma competição desse tipo.

De forma inovadora, o Banheiro 360° recria banheiros e espaços físicos em espaços compactos, como hotéis, feiras e navios.

Benbassat: terceiro lugar em sua primeira disputa num concurso de empreendedorismo. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Benbassat: terceiro lugar em sua primeira disputa num concurso de empreendedorismo. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp


Para Benbassat, em um ambiente de obstáculos para o empreendedor brasileiro, o que faz realmente a diferença é a persistência, a determinação e a vontade de realizar seus sonhos.

Confira abaixo a entrevista completa.

Fiesp – Seu projeto ficou entre os três melhores do concurso Acelera Startup, realizado em maio. Para você, como empreendedor, o que essa conquista representa?

Benbassat – Representa um passo importante no caminho da concretização do projeto. Ainda terei muitos obstáculos pela frente, mas me sinto catapultado pelo terceiro lugar. Que venham outros desafios e oportunidades para ultrapassarmos.

Qual a sua avaliação sobre o atual estágio da cultura empreendedora brasileira?

Estamos ainda longe do ponto ideal, mas, nos últimos anos, percebo que surgiram muitos projetos, incentivos e oportunidades para alavancar de forma consistente a criação de negócios inovadores.

 Você esperava que seu projeto conquistasse a colocação que conseguiu?

Não tão rápido. Foi a primeira vez que eu “publiquei” o projeto Banheiro 360°. Mas, como sei do potencial do produto, vejo agora que mereci o reconhecimento dos investidores. Comentava com colegas no almoço do segundo dia do Acelera, após apresentar a ideia aos investidores, que já estava satisfeito até então com as orientações dos mentores e por assistir às palestras de investidores e empreendedores consolidados.

 Qual foi sua inspiração para criar o Banheiro 360º?

Há alguns anos, estudando sobre sustentabilidade e observando a construção dos banheiros, tive esta inspiração. Veio num insight ao enxergar as coisas com um outro olhar. Foi totalmente inovador pois nunca se executou um banheiro distribuído desta forma: uma peça sobre a outra girando em painéis conforme a escolha do usuário.

 Quais são, na sua opinião, as maiores dificuldades do empreendedor brasileiro?

Sabemos que temos cada vez mais capital disponível, mas falta uma estrada lisa para caminhar. Em vez disso, temos um “atoleiro” cheio de obstáculos burocráticos. Assim, deixamos de evoluir com facilidade e corremos muito mais riscos. Isso demanda muito mais energia e esforço do empreendedor brasileiro em comparação com os estrangeiros. Fora isso, os altos impostos e a deficiência na nossa educação não criam um ambiente adequado.

Que dica você diria para um empreendedor que gostaria de seguir seus passos?

Acredite, acredite e acredite. Esteja sempre antenado nas oportunidades de programas de startups quando elas estiverem acontecendo. Persista e insista. Além disso, prepare-se com uma apresentação bem convincente, clara e objetiva, bem montada com slides na forma de uma história. Depois de treinar e ensaiar bastante leve seu discurso vencedor com um brilho nos olhos. Venda a sua ideia e convença o investidor.