imagem google
Início do conteúdo

Governo de SP está trabalhando para driblar crise energética, diz secretário

João Carlos Meirelles participou de painel sobre energia no 11º Construbusiness

Bernadete de Aquino, Agência Indusnet Fiesp

O secretário de Estado de Energia de São Paulo, João Carlos Meirelles afirmou nesta segunda-feira (9/3) que o governo paulista está trabalhando em alternativas para superar a crise energética.

“Estamos trabalhando em energias alternativas. E a [fonte]de mais rápida oferta é a do gás”, disse Meirelles ao participar do painel Energia, água e logística, durante o 11º Construbusiness – Congresso Brasileiro da Construção 2015, organizado pelo Departamento da Indústria da Construção (Deconcic) na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“Para o programa de geração distribuída do gás, precisamos de obras para uma rota que viria do pré-sal”, acrescentou. Segundo o secretário, o investimento para uma nova rota de gás seria de até US$7 bilhões em obras em mar e terra.

O secretário estadual de Logística e Transportes de São Paulo, Duarte Nogueira, também participou do painel. Ele defendeu a priorização de obras mais urgentes em infraestrutura.

“Temos de escolher o que é mais importante nesse momento”, disse. Segundo Nogueira, o governo programa investir em infraestrutura entre de 2015 e 2018 “com recursos do Tesouro Nacional, de iniciativa privadas, concessões viárias, além das parcerias público-privadas para os 200 mil quilômetros de malha rodoviária paulista”.

Para o diretor do Deconcic, Manuel Carlos de Lima Rossitto, que também fez parte do debate, falta planejamento com “credibilidade”.

“É necessário um planejamento em que a obra vai terminar no prazo, com projetos em que todos os atores envolvidos estejam com metas e prazo, é isso que o setor busca”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537624731

Debatedores do painel "Desenvolvimento da Infraestrutura Econômica", do 11o Construbusiness da Fiesp, Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Pacto de Mediação
No encerramento do Construbusiness, o presidente do Conselho Superior de Jurídico Legislativo e ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sydney Sanches, convidou todos os presentes a assinarem o Pacto de Mediação, lançado no Ciesp/Fiesp em novembro de 2014 para facilitar a solução de conflitos.

“Nos Estados Unidos, 4.200 empresas assinaram o pacto”, lembrando que a mediação reduz a demanda do Judiciário e prejuízos gerados para todos os envolvidos.