imagem google

Fundador do site Veduca fala sobre democratização da educação por meio das redes sociais

Carlos Souza, fundador do serviço que disponibiliza mais de 5 mil vídeo aulas gratuitas, falou do desafio de disseminar educação durante o Social Media Week, realizado na Fiesp

Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp

Imagem relacionada a matéria - Id: 1586082578

Carlos Souza, sócio-fundador do site Veduca. Foto: Julia Moraes

Vontade de contribuir com a sociedade na democratização dos melhores conteúdos gerados por professores e universidades. Esse foi o ponto de partida do Veduca, site que reúne vídeo aulas de diversas áreas das 13 melhores instituições de ensino do Brasil e do mundo.

“Os países que mais precisam de informação são os que menos falam inglês, e o Brasil é um dos que mais precisam de educação no mundo”, afirmou Carlos Souza, um dos quatro sócio-fundadores do Veduca, que participou do Social Media Week, promovido pelo Comitê de Jovens Empreendedores (CJE) da Fiesp, na sede da entidade nesta sexta-feira (28/09).

Com o propósito de socializar o conhecimento por meio da internet com o Veduca, Carlos Souza estreou o serviço em março deste ano. O site, que conta com cinco mil vídeos aulas gratuitas legendadas em português já atraiu mais de um milhão de visitantes sem investir um real sequer em publicidade.

Segundo o fundador do site, 66% dos 80 milhões dos internautas no Brasil acessam mensalmente a internet em busca de educação e treinamento. “Os brasileiros querem aprender e falta opção de qualidade. Por isso, criamos o Veduca. Passamos o Reino Unido em termos econômicos, mas em educação ainda estamos longe”, ressaltou Souza.

Outra iniciativa do Veduca é a legendagem colaborativa, na qual pessoas com conhecimentos em inglês e com vontade de ajudar na democratização da educação pode se cadastrar gratuitamente. A ideia surgiu a partir da resposta do público.  “Pessoas nos procuravam se oferecendo para traduzir as aulas, e decidimos por isso em prática”, revelou.

E a distribuição do saber a quem quer aprender utilizando a internet é o diferencial, segundo o fundador do Veduca. “Essa é a prova de que quando se trabalha uma boa ideia com paixão, utilizando bem as mídias sociais como um boca a boca digital, se consegue disseminar o resultado. E os números provam isso”, concluiu o fundador do Veduca.