imagem google

Fiesp e Ideia Sustentável juntas para a Jornada da Indústria para Sustentabilidade

Anúncio foi feito durante lançamento de estudo da consultoria na sede da Fiesp

Bernadete de Aquino, Agência Indusnet Fiesp

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e a consultoria Ideia Sustentável anunciaram nesta quarta-feira (25/2) uma parceria para organizar a próxima Jornada da Indústria para a Sustentabilidade, programa que estimula a adoção de medidas sustentáveis por parte de empresas.

Iniciativa do Comitê de Responsabilidade Social da Fiesp, o Cores, a Jornada para a Sustentabilidade deve acontecer em abril deste ano. O projeto reúne profissionais da indústria e dissemina práticas e ferramentas para incorporar ações sustentáveis aos processos das organizações.

O anúncio foi feito durante o lançamento da quarta edição do levantamento Nex – Observatório de Tendências em Sustentabilidade. Este ano, o documento apurou os cinco principais desafios para a gestão de práticas sustentáveis.

Ao apresentar o levantamento, o diretor-presidente da Ideia Sustentável, Ricardo Votolini, afirmou que o primeiro passo para aplicar processos mais sustentáveis é identificar os impactos socioambientais em toda a cadeia do negócio.

“Se o plano é trabalhado em raia paralela ao plano estratégico da empresa, não há sustentabilidade, são apenas ações e projetos pontuais de responsabilidade social”, disse.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542212260

Gracia Fragala, diretora adjunta do Cores da Fiesp. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp


Divulgado na sede da Fiesp com o apoio do Cores, o estudo identifica tendências de sustentabilidade e indica caminhos para a efetiva inclusão do tema nos negócios das empresas.

A diretora adjunta do comitê da federação, Gracia Fragalá, afirmou que há grande preocupação em divulgar práticas que tragam resultados concretos. Ela reiterou a necessidade de articular com o governo a implantação de políticas públicas que estimulem as empresas.

“Como se trata uma mudança cultural, é um processo e, como todo processo, requer uma movimentação contínua da sociedade, do Estado e das entidades e é o que vamos continuar fazendo”, disse.

A quarta edição do estudo Next também contou com o apoio da Fundação Espaço ECO. O diretor-presidente da entidade, Roberto Araújo, participou do lançamento do documento.