imagem google

Empresários e governo sul-africanos querem mais negócios com o Brasil

Missão com 37 empresas vem a São Paulo na próxima terça-feira (7/7), a partir das 9h, para ampliar laços entre as duas nações

Representantes do governo sul-africano e de 37 empresas locais de setores como mineração, automobilístico e alimentício, vêm em missão empresarial ao País para mostrar que a África do Sul é muito mais do que a sede da próxima Copa do Mundo. A missão será chefiada pela vice-ministra do Comércio e Indústria da África do Sul, Thandi Tobias Pokolo.

Na Fiesp, os empresários sul-africanos estarão disponíveis para reuniões individuais com empresários brasileiros. Além disso, 12 produtores de vinho promoverão seus produtos para possíveis importadores locais. O intuito da visita é discutir temas como repasse de tecnologia, investimentos, comércio bilateral e ampliação dos laços da indústria entre as duas nações.

A África do Sul tem se mostrado um ótimo parceiro comercial do Brasil. Em ambos os países, há um significativo crescimento do comércio exterior nos últimos anos: o Brasil saltou de um volume de exportações de US$ 300 milhões para a África do Sul, em 2000, para US$ 1,7 bilhão em 2007. As importações de produtos sul-africanos pelo Brasil também aumentaram. Entre 2000 e 2007 elas duplicaram, chegando a US$ 522 milhões.

A maior parte das exportações brasileiras é no setor automotivo, que respondeu por 31% das vendas externas brasileiras para a África do Sul em 2007. O país ocupa a 28ª posição no ranking de comércio bilateral com o Brasil (dados de 2007). O Brasil é o 21º país que mais exporta para o território sul-africano.


África do Sul



O maior país africano tem uma população de mais de 47 milhões de habitantes. Desde 2004, trabalha com a meta de cortar pela metade seu índice de pobreza e desemprego em dez anos.

A África do Sul tem atraído a atenção de multinacionais de grande porte. Empresas automotivas como General Motors e Toyota reconheceram o potencial de crescimento do país e têm negócios na região. A indústria automotiva é o principal setor econômico sul-africano e representa 6,6% do produto interno bruto do país e 84% da produção de veículos do continente africano.

O banco de investimentos Barclays também é presente no país. Dos 77 bancos que operam na África do Sul, 43 são representantes das principais instituições estrangeiras do setor.

A África do Sul é líder na produção de diamantes, metais platinados (platinum group metals), ouro e cromo e está entre os maiores produtores de mangans, carvão, ferro, titânio e alumínio.

Além disso, a indústria sul-africana está entre as 10 maiores produtoras de vinho do mundo em termos de volume. O país conta com 314 milhões de vinhas e produz aproximadamente 750 milhões de litros da bebida anualmente. Desde 1992, as exportações aumentaram em 1000%.



Confira aqui a programação do Encontro Empresarial Brasil-África do Sul


.

*Para agendar participação nos seminários e/ ou reuniões favor entrar em contato com Vânia ou Mark, nos telefones (11) 3265-0441 ou 3265-0443 ou pelos e-mails

safrica@terra.com.br

ou

satrade@terra.com.br

.