imagem google

Empresário fala de suas expectativas ao participar do programa NAGI-PG

Curso promovido pela Fiesp/Ciesp irá capacitar indústrias para atender à cadeia produtiva do setor de Petróleo e Gás

Dulce Moraes, Agência Indusnet Fiesp

Inovação, gestão de projetos e compartilhamento de informações sobre as necessidades do setor de petróleo e gás foram algumas das ênfases da primeira aula do curso do programa NAGI-PG, realizada nesta terça (29/1) na sede da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

Criado pela Fiesp e Ciesp), em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), o programa tem como objetivo capacitar, até 2014, 400 empresas paulistas.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542356210

Francisco Cordeiro, da SSE Sírio Sistemas Eletrônicos

Para o diretor-executivo da SSE Sírio Sistemas Eletrônicos (SSE-Brasil), Francisco Cordeiro, o curso é importante não só para sua empresa (que já atende à Petrobras), mas para qualquer outra interessada em se desenvolver com foco em inovação e também àquelas que querem entrar no setor de petróleo.

Com apenas quatro anos de existência, a SSE é uma das únicas brasileiras a desenvolver sistemas de controles para extração e transporte de gás natural e petróleo em tubulação no Brasil, e atende clientes também em outros países.

Cordeiro acredita que o curso irá ajudá-lo a enfrentar um dos principais desafios da empresa: falta de mão de obra altamente especializada para este exigente mercado. “Nossos principais colaboradores são engenheiros. Até encontramos profissionais com boa formação, aqui no Brasil, porém eles têm pouca experiência prática e vivência no setor.”

De acordo com o executivo, subsidiar treinamentos no exterior para seus funcionários representa um custo elevado para empresa. “Com o que estamos aprendendo sobre gestão de projetos, podemos aprimorar os treinamentos aqui e, com isso, baixar esses custos e tornarmos mais competitivo,” concluiu.