imagem google
Início do conteúdo

Sesi-SP renova convênio do PAF com atividade inédita: atendimento odontológico

Um total de 1.350 jovens e crianças passa a receber formação esportiva; cerimônia teve presença de presidente da Fiesp e do Sesi-SP e do prefeito de Votorantim

Juan Saavedra, Agência Indusnet Fiesp, de Votorantim

O Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) acaba de renovar o convênio do Programa Atleta do Futuro (PAF) com o município de Votorantim, a mais de 100 quilômetros da capital. E o acordo ganha uma característica inédita: o atendimento odontológico agregado à iniciativa de desenvolvimento de formação esportiva.

Com o convênio, assinado em cerimônia na manhã desta terça-feira (08/04) pelo presidente do Sesi-SP e da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e pelo prefeito de Votorantim, Erinaldo Alves da Silva, um total de 1.350 alunos passam a receber iniciação esportiva e ganham a oportunidade de praticar modalidades como futsal, futebol, atletismo, judô, basquete, handebol, natação e vôlei.

Além do desenvolvimento de formação esportiva, o convênio proporciona aos alunos participantes atendimento odontológico gratuito no consultório do Centro de Atividades José Ermírio de Moraes Filho, unidade do Sesi-SP em Votorantim.

A prefeitura cede 10 cirurgiões-dentistas e 10 auxiliares, além dos insumos clínicos e da metodologia de atendimento. O Sesi-SP fornece a estrutura completa do ambulatório, com cinco cadeiras. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, em dois turnos.

“É o único convênio que envolve tanto formação esportiva como a área de saúde, com atendimento odontológico que a gente sabe ser de suma importância para estas crianças e estes jovens”, explicou no início da cerimonia o diretor de Esporte e Qualidade de Vida do Sesi-SP, Alexandre Pflug.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537596724

Paulo Skaf assina convênio para formação esportiva em Votorantim. Foto: Tâmna Waqued/Fiesp

Em seu breve pronunciamento, Paulo Skaf explicou que, por meio de parcerias com prefeituras e empresas locais, o Sesi-SP oferece sua infraestrutura e metodologia para proporcionar formação esportiva de uma forma ordenada e disciplinada, seguindo uma metodologia. “A gente acredita que esporte é saúde, esporte é educação.”

O presidente da Fiesp e do Sesi-SP disse ainda que fica muito satisfeito por perceber que o programa faz a diferença, especialmente em municípios de pequeno porte, citando o convênio com Monteiro Lobato, no Vale do Paraíba, onde 500 crianças passam a ser atendidas pelo PAF.

Skaf assinalou que o Sesi-SP está investido 32 milhões na construção de um novo prédio no CAT de Votorantim. “Vai ser uma escola-modelo, comparável às melhores do mundo”, resumiu. O projeto prevê, entre outros itens, novos laboratórios e ar climatizado.

“Quero externar mais uma vez meu agradecimento ao Sesi-SP”, disse o prefeito Erinaldo Alves antes de assinar o convênio.

Após a cerimônia, Skaf fez uma rápida visita ao ambulatório odontológico.

Investimento em prevenção

Mais do que o trabalho clínico, é preventivo o objetivo principal do serviço de atendimento odontológico que integra o convênio do PAF em Votorantim, de acordo com o diretor de Odontologia da prefeitura de Votorantim, Fernando de Paula Souza Junior.

Segundo ele, todo planejamento é voltado para a promoção e prevenção de saúde. “A parte preventiva é fundamental. O que nós queremos é ter crianças com boca saudável, que se traduz na saúde como um todo”, disse Souza Junior.

De acordo com a cirurgiã-dentista Ana Cláudia de Moura Barros, 47 anos, 26 de profissão, as atividades no CAT começaram no dia 27 de março. “No início é feito um trabalho de aproximação, que é muito importante. Começar com prevenção e com escovação. E, depois, vamos começar com os exames clínicos.”

O objetivo é evitar pular etapas, para que aos poucos as crianças superem o medo do tratamento. “A gente nem usa branco para não assustar. Para colocar uma criança de sete anos na cadeira primeiro tem que ganhá-la.”

Nos exames clínicos haverá uma classificação dos casos em que é necessária uma higienização ou em que há ocorrência de cárie.  A partir dessa análise é possível avaliar quem terá prioridade. As crianças e jovens só são atendidos com autorização dos pais.

De acordo com Souza Junior, o espaço físico do Sesi-SP permite fazer quase todo os tipos de procedimento, mas um centro de referência nas proximidades está à disposição para casos mais complexos.

O convênio, de acordo com o representante da Prefeitura, é resultado de uma união de esforços. A prefeitura já tinha uma iniciativa nessa direção, mas, antes, esse atendimento precisava ser feito no período escolar.

“Não é um serviço que está começando. Ele se beneficia de uma experiência anterior. O formato que ele adquiriu aqui no Sesi-SP vai adicionar algumas coisas”, disse Souza Junior, para quem a estrutura preparada no CAT do Sesi-SP em Votorantim é de primeira qualidade.

“Não há nada dentro daquilo que está sendo proposto que a nossa estrutura não nos permita oferecer”, disse citando como exemplo os equipamentos de esterilização, “os mais modernos”.

No acordo, além da metodologia, a prefeitura cede os profissionais, o instrumental e os insumos necessários para o atendimento clínico.

O ambulatório, os equipamentos fixos, a parte hidráulica (as cadeiras de atendimento, por exemplo) são cedidas pelo Sesi-SP.

São dez dentistas e dez auxiliares, cinco para cada turno (manhã e tarde).

Programa Atleta do Futuro

No CAT de Votorantim, os alunos são divididos em turmas que frequentam o Sesi-SP no contraturno do período escolar, de segunda a sexta-feira, de 8h30 às 10h30 ou de 13h30 às 15h30. A prefeitura cede oito professores de educação física. O Sesi-SP oferece dois professores e faz toda a orientação metodológica.

Além da prática esportiva, os alunos do PAF recebem orientação em temas transversais como saúde, trabalho, consumo consciente, meio ambiente e pluralidade cultural, entre outros. Os instrutores trabalham para difundir valores como ética, superação, autoestima e socialização, com o intuito de ajudar o aluno a se desenvolver de modo pleno.

O programa está presente em 210 municípios e contempla participantes entre 6 e 17 anos, com atividades organizadas em três fases, adequadas para cada faixa etária.

Na fase que compreende crianças entre seis e oito anos, os instrutores trabalham para promover qualidade de vida, integração e socialização por meio de jogos e brincadeiras lúdicas. A partir dos oito anos, os participantes iniciam a prática esportiva, conhecendo as diversas modalidades e suas diferenças. Então, dos 11 aos 17 anos, os alunos optam por uma modalidade e realizam treinos específicos. Nesta fase, os atletas podem representar a equipe do Sesi-SP em competições estaduais e nacionais.

Por se tratar de programa de formação esportiva com metodologia própria do Sesi-SP, as aulas esportivas são complementadas por intensa programação nos finais de semana com a participação da família. Todos os profissionais envolvidos passam por capacitações e os alunos têm acesso a todos os materiais necessários para a prática de diferentes modalidades de esporte.