Dia “D” do programa Meu Novo Mundo atrai mais de 100 pessoas com deficiência em busca de vagas

Bernadete de Aquino, Agência Indusnet Fiesp

Nesta quinta-feira (16/7), a unidade da Vila Leopoldina do Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) recebeu mais de 100 pessoas com deficiência para cadastro no programa Meu Novo Mundo, que prevê inclusão no mercado de trabalho, em um evento especial denominado Dia “D”.

O objetivo da ação foi atrair pessoas com deficiência para preencher vagas de trabalho oferecidas por empresas que aderiram ao programa. Assim que contratados, os aprendizes iniciam simultaneamente cursos no Senai-SP e participam de atividades esportivas e de artes, entre outras, no Sesi-SP.

De acordo com o diretor do Departamento de Ação Regional (Depar) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Sylvio de Barros, responsável pela implantação do programa Meu Novo Mundo, a ação foi bem-sucedida. “Eu considerei esse dia um sucesso, nós tivemos quase 200 pessoas [incluindo familiares dos candidatos] interessadas em começar e vamos atender as indústrias rapidamente.”

Para a manicure Ângela Patrícia, mãe de Fabiana, 20 anos, que tem deficiência visual, a expectativa é boa para a filha, que tem procurado cursos e atualizações, após a conclusão do ensino médio na escola pública. “Vai abrir portas para ela”, diz Ângela.

A técnica de laboratório Neusa Ribeiro de Santana – mãe de Milena, 16, que tem síndrome de Williams, responsável por um déficit de aprendizagem – considera o Meu Novo Mundo “uma luz no fim do túnel”.  “Aqui ela vai deslanchar.”

>>Ouça boletim sobre o programa Meu Novo Mundo

Candidatos ao programa Meu Mundo Novo se inscrevem no Dia D, no Sesi da Vila Leopoldina. Foto Everton Amaro/Fiesp

 

O programa

Idealizado pela Fiesp, em parceria com Sesi-SP e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP), o Meu Novo Mundo é realizado em conjunto com a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de São Paulo (SRTE-SP) e teve as primeiras turmas iniciadas em fevereiro de 2015.

Atualmente, 434 pessoas com deficiência, contratadas por 30 empresas, participam ou vão iniciar cursos de capacitação em 31 escolas do Sesi-SP e Senai-SP. No Estado de São Paulo, outras 152 escolas das duas instituições estão prontas para receber turmas.

Como funciona

Ao participar, a pessoa com deficiência é contratada por três anos como aprendiz por uma das indústrias que aderiram ao programa Meu Novo Mundo – recebendo salário e benefícios oferecidos pela empresa desde o início.

Simultaneamente, o aprendiz inicia cursos de capacitação técnica no Senai-SP, como assistente administrativo, almoxarife, assistente técnico de Tecnologia de Informação (TI) ou inspetor de qualidade e participa de atividades esportivas e de qualidade de vida, no Sesi-SP.

Pessoas com deficiência que quiserem participar e indústrias que queiram contratar podem se cadastrar diretamente pelo site www.meunovomundo.org.br ou fazer contato com o Sesi-SP pelo telefone: (11) 3146-7375.