imagem google

Depois do melhor resultado da história na WorldSkills, Senai-SP começa preparação para Abu Dabi

Campeões da indústria paulista ganharam 11 das 27 medalhas que o Brasil levou na Olimpíada da formação profissional e foram recebidos por Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP

Alice Assunção, Agência Indusnet Fiesp

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) registrou sua melhor performance em competições da WorldSkills, maior torneio de ensino profissionalizante do mundo.  Nesta segunda-feira (17/8), os campeões da indústria paulista foram recebidos por Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Senai-SP. Após a vitória em casa, os campeões paulistas saem da comemoração para trabalhar nas escolas do Senai-SP como instrutores dos próximos competidores do torneio em Abu Dabi, em 2017.

“Nós temos em novembro a programação do estadual, onde vamos selecionar novamente os melhores do Estado de São Paulo. Vamos treinar estes meninos para o nacional, que será em 2016; vencendo o nacional, mais um ano de preparação para o Abu Dabi. Então é uma maratona atrás da outra, na verdade”, disse José Carlos Dalfré, coordenador da equipe do Senai-SP na edição deste ano da WorldSkills, que terminou neste domingo (16/8) na capital paulista.

Segundo Dalfré, os alunos vencedores devem ser “contratados como trainees do Senai-SP e auxiliarão na nova geração que vem aí”.

Neste domingo, o Senai-SP levou seis medalhas de ouro, quatro de prata, uma de bronze e seis diplomas de excelência, entregues aos competidores que ultrapassam a marca dos 500 pontos no torneio.

“Nunca tivemos um resultado tão significativo como esse. Todos voltaram com premiações. Isso é fantástico”, afirmou Dalfré.

Só alegria

Luis Carlos Sanches Machado Júnior conquistou ouro na ocupação Tecnologia Automotiva. Ele também foi eleito o melhor do Brasil e foi o melhor do mundo (num triplo empate) em pontuação, entre todas as categorias.

“A gente sempre deseja, mas àas vezes não acredita”, disse o competidor sobre a sensação de receber a medalha de ouro na véspera. Ele ainda não definiu o que vai fazer depois do ouro, mas garantiu que o momento agora é “só alegria”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542311344

A equipe do Senai-SP na WorldSkills São Paulo 2015 com Paulo Skaf. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Ouça entrevistas com os campeões do Senai-SP

Iracema de Arruda Vilalva não esperava subir ao pódio neste domingo. A competidora levou a medalha de prata na modalidade Panificação.

“Eu não esperava medalha porque é a primeira vez que a panificação participa da WorldSkills. Esperava mais uma troca de experiência”, disse Iracema.

Ela pretende terminar o curso de Tecnólogo em Alimentos, mas não descarta a possibilidade de ser instrutora no Senai-SP.

“Dentro do Senai é uma oportunidade bem interessante”, concluiu.