imagem google
Início do conteúdo

De promessa a realidade, a vez de Lucarelli

Segundo maior pontuador da Superliga, craque quer a taça no próximo domingo

Lucas Dantas, Agência Indusnet Fiesp

Na temporada passada, Lucarelli já era reconhecido como um dos melhores atacantes brasileiros, disputava titularidade na Seleção e tinha a atenção dos rivais. Mas a final da Superliga Masculina, contra o Sada Cruzeiro, não acabou como o jogador queria.

Agora, Lucarelli é uma realidade. Segundo maior pontuador da atual edição da Superliga, titular absoluto da Seleção Brasileira e eleito melhor ponteiro do mundo na Liga e no Campeonato Mundial de Vôlei, o jovem de apenas 23 anos é uma das principais armas do time masculino de vôlei do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) para a final deste domingo (12/4) contra o Sada Cruzeiro, às 10h, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte.

Lucarelli é um dos remanescentes da final da temporada anterior, quando os mineiros levaram a melhor por três sets a zero. O jogador não teve uma atuação de destaque, marcando apenas sete pontos, e viu o que seria seu primeiro título escapar dentro de seu estado natal. Mas o camisa 18 do Sesi-SP terá uma segunda chance de escrever essa história no domingo.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537798992

Lucarelli: "Queremos, sim, fazer uma final diferente do ano passado". Foto: Lucas Dantas/Fiesp


“Minha cabeça está muito boa e esperando esse jogo. E também estou confiando muito no time, que cresceu bem nas quartas de final e agora está jogando um ótimo voleibol. Estamos empolgados e queremos, sim, fazer uma final diferente do ano passado”, disse o ponteiro que tem 388 pontos, segundo colocado nas estatísticas da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Com 45 pontos atrás de Escobar, do Minas, se Lucarelli quiser ser o primeiro precisa atuar no próximo jogo para entrar para a história da Superliga, e do vôlei mundial. Mas o atacante deixa isso de lado e só pensa em jogar e ajudar o time. Para Lucarelli, a final de 2014 deixou um gosto amargo.

“Com certeza saímos frustrados da quadra, porque podíamos ter jogado melhor. Foi uma final diferente, onde só o primeiro set foi equilibrado. Depois, o Cruzeiro acabou com o jogo. Mas passou, o que importa agora é o novo duelo e temos que pensar nisso para sair com o título. O time cresceu, encaixou seu jogo, está bem mais entrosado e preparado para a decisão”.

Quem aproveita a ótima fase do atacante é o técnico Marcos Pacheco. Peça fundamental nesse desenvolvimento de Lucarelli, Pacheco ressalta a pouca idade do jogador.

“O Lucarelli é um garoto ainda, está em formação. A responsabilidade de decidir, o tempo vai trazer. Que bom que ele evoluiu e tem um grupo que o ajuda nisso. O vôlei é um esporte coletivo. E ele trabalha muito no dia a dia. É um dos jogadores mais talentosos e trabalhadores que temos, e hoje eu acredito que ele está muito mais preparado para a final. Claro, passou um ano, uma Liga Mundial, um Mundial, uma Superliga e isso dá um ganho muito grande”, disse o técnico.

Sesi-SP e Sada Cruzeiro decidem a Superliga domingo com transmissão da TV Globo direto do Mineirinho. Na Superliga, as duas equipes se enfrentaram duas vezes, com duas vitórias paulistas. No primeiro turno, três setes a dois na Vila Leopoldina. No segundo turno, três setes a um em Contagem, mas o Sada jogou com uma equipe primordialmente reserva, poupando seus principais jogadores. Em finais de Superliga, empate com um título para cada lado.