imagem google
Início do conteúdo

Competidores do Senai-SP intensificam preparação para WorldSkills 2015

Para garantir vaga no maior torneio de educação profissionalizante do mundo, 26 alunos do SENAI-SP treinam período integral

Alex de Souza, Agência Indusnet Fiesp

A cidade de São Paulo deve receber em agosto estudantes de todos os continentes para a 43ª edição da WorldSkills Competition, organizada no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Para garantir uma vaga definitiva para a maior competição de educação profissionalizante do mundo, 26 alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP) pré-classificados para o torneio se preparam para a última seletiva, disputada de abril a maio deste ano.

A capital paulista será a primeira cidade da América Latina a sediar a competição internacional. A expectativa é de que o número de participantes supere o da edição anterior, que foi em Leipzig, Alemanha, há dois anos. Na ocasião, o torneio reuniu mais de mil competidores de 53 países, que disputaram medalhas em 46 ocupações. Das 12 medalhas conquistadas pela delegação brasileira, sete foram do Senai-SP.

O competidor Felipe Augusto Gutierra, da Escola Senai “Roberto Simonsen”, no Brás, é um dos alunos que enfrentam uma rotina intensa de treinos. “Tenho treinado mais de oito horas por dia, mas sei que isso é necessário para corrigir a rota e chegar pronto para a seletiva”, conta o estudante, que está inscrito na modalidade de Polimecânica.

Felipe entende que competir no Brasil dará mais confiança. “Em relação às tarefas que temos de cumprir durante a prova, a pressão é a mesma. Mas saber que você está no seu país cria um ambiente positivo”, afirma.

Outro ponto a favor é o fato de ter como treinador o campeão mundial Richard Souza da Silva. Ex-aluno da mesma escola, Richard venceu a última edição da WorldSkills, na Alemanha, na mesma modalidade de Felipe.

“Aprendi que o torneio se ganha em casa, em cada etapa do treinamento”, conta o treinador.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537596812

Rafael Vico durante competição da Olimpíada do Conhecimento. Foto: Divulgação/Fiesp


Na modalidade Fresagem CNC, o aluno Rafael Vico é outro competidor com boas chances de medalha. Seu treinador, Henrique Santana, foi campeão mundial na edição 2013 da WorldSkills.

“O Henrique me ensinou muito sobre estratégia de usinagem. Também aprendi que um campeão nasce da atenção que se dá aos detalhes”, revela Rafael, da Escola Senai “Roberto Mange”, de Campinas.

Sobre sua modalidade, o aluno afirma que a maior dificuldade está na fase de ajustes técnicos. “Primeiro, recebemos o desenho da peça, depois planejamos a forma de realizar o trabalho. A máquina se encarrega da produção, mas para que o processo seja executado sem falhas é necessário calibrar corretamente as medidas. Essa é a parte mais difícil de todo o processo, mas devido aos treinos já progredi bastante nesse quesito”, explica.

Além das provas individuais, a WorldSkills também tem modalidades coletivas, como a Manufatura Integrada. A equipe do Senai-SP pré-classificada para essa prova é de Pompeia, no interior de São Paulo. O grupo formado por Alex Yonekubo, Fabiana Bonacina e Guilherme Campanez está trabalhando bastante para ratificar sua participação na WorldSkills. Segundo o técnico do trio, Rodrigo Giroto, os alunos treinam até 12 horas por dia e estão cada vez mais entrosados.

“Eles estão bastante focados no objetivo de garantir a vaga. É uma prova difícil, porque é necessário aplicar o conhecimento de diversas áreas, mas esse time está muito preparado.”

Imagem relacionada a matéria - Id: 1537596812

Alunos de Pompeia pré-classificados para o WorldSkills. Foto: Ayrton Vignola/Fiesp


Realizada a cada dois anos, a WorldSkills Competition é a maior competição de educação profissional do mundo. Os competidores participam de provas que simulam situações reais que ocorrem em 50 ocupações da indústria e do setor de serviços. Durante o teste, eles precisam comprovar habilidades técnicas para executar as tarefas dentro de parâmetros internacionais especificados pela organização do torneio.

Alunos de SP pré-classificados

Felipe Augusto Gutierra – Polimecânica – Brás

Danilo Rodrigues Oliveira – Cabeamento Estruturado de Redes – Santo Amaro

Thayná Silva Martins – Cabeamento Estruturado de Redes – Santo Amaro

Alex Massayuki Yonekubo – Manufatura Integrada – Pompeia-SP

Fabiana Bonacina – Manufatura Integrada – Pompeia-SP

Guilherme Henrique Attis Campanez – Manufatura Integrada – Pompeia-SP

Leandro Ericles Frozino Rumaqueli – Desenho Mecânico em CAD – Araraquara-SP

Rafael Eduardo de Jesus Vico – Fresagem CNC – Campinas-SP

Patrick Herman A. da Conceição Ens – Soluções empresarias Software – Santo Amaro

Thiago Augusto Blanco da Costa – Aplicação de Revestimentos Cerâmicos – Bauru-SP

Matheus de Sousa Arruda – Funilaria Automotiva – Ipiranga

Giovanni Kenji Shiroma – Web Design – Santo Amaro

Diego Soares de Oliveira – Movelaria – Votuporanga-SP

Rafael Nascimento Grangeiro – Marcenaria de Estruturas – Pres. Prudente-SP

Luiz Felipe de Moraes de Souza – Carpintaria de Telhados – Rio Claro-SP

Abner Colombati Pereira – Confeitaria – Barra Funda

Luis Carlos Sanches Machado Junior – Tecnologia Automotiva – Bauru-SP

Lucas Pescinelli Luquianhuk – Pintura Automotiva – Bauru-SP

Gabriel Florêncio Alves – Gestão de Sistemas de Redes em TI – Santo Amaro

Carlos Eduardo Camargo de Araújo Silva – Design Gráfico – Santo Amaro
Mailson Valério de Oliveira – Engenharia de Moldes para Polímeros – Brás

Renan Ferreira Giarola Guimarães – Engenharia de Moldes para Polímeros – Osasco-SP

Guilherme Lima Leite – Modelagem de Protótipos – Sorocaba-SP

Daniel de Oliveira Gomes – Caldeiraria – Diadema-SP

Iracema de Arruda Vilalva – Panificação – Marília-SP

Felipe Silva de Oliveira – Manutenção Mecânica – Tatuapé