Como fazer sua empresa crescer usando as redes sociais - FIESP

Como fazer sua empresa crescer usando as redes sociais

Seminário realizado pela Fiesp mostra como alavancar as vendas para as micros, pequenas e médias empresas

Patricia Ribeiro, Agência Indusnet Fiesp

“É importante que sua empresa esteja na internet?”, questionou Ariadne Mecate, especialista do Sebrae-SP, durante o seminário “Como fazer sua empresa crescer usando as redes sociais”, promovido pelo Departamento de Micro, Pequena e Média Indústria (Dempi) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), nesta quinta-feira (16/7).

“Se 107,8 milhões de brasileiros estão na internet, significa que entre metade da população brasileira, pode estar o seu cliente em potencial. Imagina se melhorarmos nossa estrutura?”, afirmou Ariadne.

De acordo com a especialista, 90% dos consumidores confiam em informações que estão na internet, 67% gastam mais quando têm recomendações e 83% dos usuários têm interesse em compartilhar informações, principalmente quando a experiência é boa. “Os clientes são influenciadores e o maior benefício das redes sociais é fazer relacionamento. Então, não percam tempo´.”

Mariana Moreira Matias, especialista em mídia social do Facebook, abordou como fazer uma empresa crescer usando o Facebook. “Nossa missão é tornar as pessoas mais abertas e conectadas. Criar uma página para uma empresa, significa mostrar sua vitrine de negócios para um público-alvo correto”, enfatizou.

“Quando mais informações da sua empresa, mais próximo fica do cliente. Afinal o Facebook possui 94 milhões usuários brasileiros, sendo 80% deles conectados a uma pequena empresa”.

 

Cliente valorizado

Ruy Barros, especialista do Sebrae-SP, apresentou o Modelo de Excelência de Gestão (MEG) como ferramenta para a gestão eficaz de uma empresa. “Se não sei quem é o cliente, como vou vender pra ele? É fundamental identificar as necessidades do cliente, estabelecer critérios para executar uma ação com excelência. Essas são algumas das ações que o MEG propõe aos micro e pequenos empresários.”

Um dos usuários do programa MEG, Matheus Haddad, fundador da Webgoal, empresa participante do Prêmio MPE Brasil (Case Webgoal Aplicações e Soluções), dividiu com os participantes o seu modelo de negócios. “É importante entender que gestão vai muito além e por isso não deve ficar apenas nas mãos de poucos. É imprescindível dividir tudo com a equipe.”

Segundo Haddad, é preciso ouvir o cliente para construir melhor o produto. Para isso a Webgoal visita com frequência os clientes para ter feedbacks que possam instrumentalizar a empresa nas mudanças dos processos. “Nesse sentido, o Sebrae nos deu um ótimo direcionamento e, por isso, conseguimos construir uma empresa de software diferente. Não temos cargos, nossas funções e salários são compartilhados, decisões são coletivas, processos são criados por todos. Este é nosso orgulho!”, disse.