Com apoio da torcida, Sesi-SP conquista título inédito do Sul-Americano de vôlei

Vitória garante uma vaga na disputa do Mundial de Clubes, que acontecerá no mês de outubro, no Catar

Flávia Dias, Agência Indusnet Fiesp

Quatro jogos. Quatro vitórias. Líder invicto da competição, o time do Sesi-SP sagrou-se, neste domingo (7), campeão do 11º Sul-Americano de Clubes Campeões, após vencer o UPCN, da Argentina, por 3 sets 0. Parciais: 25 a 16, 25 a 15 e 25 a 15, em 1h06 de jogo, para o delírio da torcida que lotou as arquibancadas do ginásio do Sesi Vila Leopoldina.

A conquista, inédita, carimbou o passaporte da equipe da indústria para disputa do Mundial de Clubes, que acontecerá entre os dias 8 e 14 de outubro, em Doha, no Catar.

“A gente entrou em quadra e encarou o adversário de igual para igual. Queríamos a vaga para o Mundial e conseguimos”, declarou o oposto Wallace, considerado pelo júri o melhor ataque da competição. O jogador agradeceu a confiança da instituição no trabalho da equipe. “O Sesi acreditou no nosso trabalho. Os resultados são o fruto desta confiança”.

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e Sesi-SP, fez questão de comparecer ao ginásio e elogiou o desempenho dos atletas. “É uma enorme satisfação assistir a mais uma vitória do Sesi-SP. Nossa equipe é nova e na sua curta trajetória conquistou títulos importantes, como a Superliga. Espero que o nosso time possa trazer o título do mundial”, afirmou.

Destaque da partida, o ponteiro Murilo, premiado com o melhor atleta do campeonato, foi o maior pontuador do jogo, com 15 acertos, seguido por Wallace e Sidão, com 14 finalizações.

No início da partida, os jogadores argentinos não se intimidaram com a presença do ponta Murilo e do líbero Serginho. Nos seis primeiros pontos, o UPCN permaneceu encostado no placar. Porém, o bloqueio argentino, formado pelos jogadores Junior e Bonini, não conseguiu deter as bolas rápidas de ataque do oposto Wallace e os centrais Rodrigão e Sidão. Somado a isso, as belas defesas do líbero Serginho, premiado com a melhor defesa do campeonato, garantiram a vitória do time do Sesi-SP.

Fabian Armoa, técnico do UPCN, elogiou o bom desempenho da equipe brasileira, e acredita que o time argentino sofreu com a falta de ritmo de jogos. “Sabíamos que teríamos uma partida difícil. O Sesi é uma grande equipe, com jogadores importantes e como estamos fora de temporada o ritmo dos atletas não foi o mesmo”, analisou.

Espírito esportivo

Durante todo o torneio, o time do técnico Giovane Gávio conquistou o respeito e simpatia dos adversários. Composto por jogadores renomados, com o ponta Murilo, o líbero Serginho e os centrais Rodrigão e Sidão, o Sesi-SP apresentou dentro de quadra trabalho em equipe, concentração e respeito aos concorrentes, valores fundamentais à prática esportiva. “Durante todo o campeonato, a equipe jogou sério e respeitou seus adversários”, afirmou Gávio.

Jogadores e comissão técnica comemoram o título com diretores e o presidente da Fiesp e do Sesi-SP, Paulo Skaf

Educação e esporte

“Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor.” Esse foi o grito de guerra adotado por mais de 100 alunos do Sesi-SP que aproveitaram a tarde de domingo para incentivar os atletas da indústria, como o estudante Guilherme de Almeida, de 14 anos, que participa do Programa Atleta do Futuro (PAF), na escola de Jundiaí. “Fiquei muito feliz com o convite. Pela primeira vez vou ver o Murilo e outros jogadores da seleção que só via pela televisão”, comentou o adolescente.

Mônica Machado Bonvino, mães de dois alunos da escola Vila das Mercês, fez questão de torcer juntos com os filhos pelo time da indústria: “A gente veste a camisa. Eles estudam no Sesi e praticam esporte. Eles respiram Sesi”, afirmou.

Histórico

Criada há pouco mais de três anos, a jovem equipe do Sesi-SP ganhou destaque no cenário nacional graças à regularidade e à técnica dos jogadores em quadra, que renderam a conquista de três títulos: Campeão Paulista (2009) , Bicampeão da Copa São Paulo (2009/2010) e a Superliga Masculina de Voleibol 2010/2011.

Além disso, o time integra o projeto de esporte de alto rendimento, criado pela entidade para estimular a prática esportiva e os hábitos de uma vida mais saudável entre os 120 mil estudantes da instituição.

Os melhores  Sul-Americano

  • Saque: Júnior (UPCN)
  • Recepção: Garoc (UPCN)
  • Levantador: Sandro (Sesi-SP)
  • Atacante: Wallace (Sesi-SP)
  • Bloqueio: Rodrigão (Sesi-SP)
  • Defesa: Serginho (Sesi-SP)
  • Líbero: Serginho (Sesi-SP)
  • Melhor atleta: Murilo (Sesi-SP)

 

Serviço
11º Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões – Vôlei Masculino
Sesi-SP 3 x 0 UPCN, da Argentina.
Parciais: 25 a 16, 25 a 15 e 25 a 15, em 1h06 de jogo
Local: Ginásio Sesi Vila Leopoldina
Endereço: Rua Carlos Weber, 835 – Vila Leopoldina, Capital

Ficha técnica

Sesi-SP: Rodrigão, Léo Mineiro, Sandrinho, Murilo, Sidão e Wallace. Líbero: Serginho
Entraram: Leozão, Jotinha
Técnico: Giovane Gávio

UPCN: Bonini, Molina, Gonzalez, Garcia, Peres Lopes e Junior. Líbero: Garroco.
Entraram: Rojas
Técnico: Fabian Armoa

Leia mais:

Veja outras notícias do Sesi-SP esporte

Saiba mais sobre a participação do Sesi-SP no Campeonato Sul-Americano de Clubes Campeões