imagem google

Coinfra debate planos de privatização e concessão da prefeitura paulistana

Conselho da Fiesp recebe secretário de desestatização e parcerias, Wilson Poit

Mayara Baggio, Agência Indusnet Fiesp

O Conselho Superior de Infraestrutura da Fiesp (Coinfra) recebeu nesta quarta-feira (8/3) o responsável pela nova secretaria de desestatização e parcerias da cidade de São Paulo, Wilson Poit.

Em exposição aos empresários sobre os planos da gestão tucana no município, Poit falou sobre as 55 prioridades do seu trabalho, com destaque para 10 ações de privatização e concessão que serão realidade até o fim deste ano.

Tais metas envolvem o Autódromo de Interlagos, o complexo da SPTuris, mais conhecido como Anhembi, em que a prefeitura possui 96% de participação, os imóveis vacantes da cidade, que somam mais de 1.000 unidades, e os 107 parques municipais, que atualmente representam uma despesa anual de R$ 160 milhões para a prefeitura.

Além disso, o secretário lembrou da administração de cemitérios, da parceria público-privada (PPP) para iluminação pública, da gestão de mercadões municipais e dos terminais de ônibus paulistas. “Não faz sentido o município gerenciar campos de futebol e ter filas para creche. Temos que focar no essencial”, defendeu.

Poit explicou ainda que a prefeitura prepara um projeto municipal de desestatização que deverá valer também para as próximas gestões. “A ideia é que o recurso economizado com as parcerias vá para um fundo de desenvolvimento que priorizará saúde e educação, seguidos pelas áreas de segurança urbana e mobilidade”, completou.

Reunião do Coinfra, da Fiesp, com a participação de Wilson Poit. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

Reunião do Coinfra, da Fiesp, com a participação de Wilson Poit. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp