imagem google

Code, da Fiesp, debate Projeto Pacto pelo Esporte

Iniciativa une empresas patrocinadoras de atividades esportivas e atletas

Graciliano Toni, Agência Indusnet Fiesp

O tema da reunião desta segunda-feira (31 de agosto) do Departamento do Esporte da Fiesp (Code) foi o Projeto Pacto Pelo Esporte, com ênfase no rating de entidades esportivas.

“Temos que começar a andar nesse processo”, disse Mario Eugenio Frugiuele, diretor titular do Code, referindo-se ao combate à corrupção e à melhora na governança. “Essa é uma das ferramentas para a transição.” Frugiuele destacou a importância da participação do Instituto Ethos no projeto e demonstrou preocupação com empresas que desistem do patrocínio esportivo porque foram expostas a situações fora do padrão que consideram correto.

Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve, disse que o rating das entidades esportivas será possível a partir das regras de compliance previstas no pacto. Arnhold narrou a história da criação do pacto, tendo a governança como primeiro ponto – os outros dois são transparência e integridade.

As conversas levaram a uma união com o Instituto Ethos e com a organização Atletas Pelo Brasil. Louisie Bezerra, diretora executiva da Atletas pelo Brasil, explicou que o Pacto reúne 25 empresas patrocinadoras, número em expansão. Um documento de autorregulação determina regras que as empresas devem seguir.

Surgiu depois a ideia de um rating das entidades esportivas, tanto para dar visibilidade às que fazem um bom trabalho quanto dar segurança às empresas patrocinadoras.

Caio Magri, presidente do Instituto Ethos, afirmou acreditar que as empresas patrocinadoras têm possibilidade de induzir a uma melhora da gestão esportiva. “Temos de fato a possibilidade concreta de criar uma referência para a gestão democrática e íntegra do esporte no Brasil.”

Em outubro será aberto para uso público e gratuito do rating, disse Magri.

Louisie Bezerra destacou que o Pacto também tem como objetivo atrair mais recursos, com a chegada de mais empresas patrocinadoras. Transparência é cada vez mais uma necessidade no país.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544892558

Reunião do Code com participação do Ethos, Atletas pelo Brasil e CBDN. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp