Cirurgiões-dentistas fazem na Fiesp prevenção de câncer bucal

Equipes usam consultórios móveis para atendimento à população

Agência Indusnet Fiesp

A Associação Brasileira de Cirurgiões-dentistas (ABCD) realizou nesta quarta-feira (25 de outubro), em parceria com o Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude), a Campanha Sorria para a Vida, de detecção precoce de câncer bucal. Para o atendimento foram usadas duas odontovans, estacionadas sob a marquise do prédio da Fiesp.

A Campanha Sorria para a Vida é realizada pela ABCD, Conselho Regional de Odontologia (CRO-SP), Associação Paulista de Cirurgiões-dentistas (APCD) e Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos e de Laboratórios (Abimo).

O exame gratuito, rápido, indolor e seguro, foi realizado por cirurgiões-dentistas voluntários em duas vans adaptadas como consultório dentário. Qualquer pessoa pôde passar pela avaliação, indicada principalmente para idosos, fumantes, usuários de próteses dentárias e adolescentes. O câncer bucal mata se não houver prevenção e tratamento. Os casos suspeitos foram encaminhados para biópsia em centros especializados. Se o diagnóstico de câncer bucal for confirmado, o paciente passará a receber o tratamento indicado para a doença.

Consultórios móveis usados na Campanha Sorria para a Vida, de detecção precoce de câncer bucal. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

 

Doença silenciosa e grave

O câncer de boca surge, geralmente, como uma úlcera (ferida) indolor sem cicatrização. Uma afta que não cicatriza em 15 dias deve ser investigada. No entanto, a doença também pode se manifestar em forma de manchas e caroços. O câncer bucal é uma doença silenciosa e grave. O Brasil tem a terceira maior incidência da doença no mundo, perdendo apenas para Índia e República Tcheca. “O diagnóstico precoce pode reduzir o índice de óbitos, que chega a um terço dos casos”, explica o presidente da ABCD. Nos últimos anos, o HPV – por sua rápida disseminação entre jovens e idosos – tem sido um dos fatores de risco para o câncer bucal, e a população desconhece esse fato.

Neste mês de celebração do Dia do Cirurgião-dentista estão sendo realizadas cinco ações, na Capital e em cidades do interior. A ABCD já levou a Sorria para a Vida a 68 localidades, atendeu mais de 22.000 pessoas, das quais 1.300 apresentaram lesões.