imagem google

Chineses participam de reunião na Fiesp e buscam novos negócios no Brasil

Delegação chinesa para cooperação Sul-Sul também passou pela Argentina e pelo Chile

Mayara Baggio, Agência Indusnet Fiesp

O Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp recebeu, na manhã desta terça-feira (09/05), a visita da delegação chinesa do Conselho Para Promoção da Cooperação Sul-Sul. A comitiva, formada por 31 representantes de pelo menos 20 companhias chinesas, busca no Brasil novas oportunidades de investimento e desenvolvimento de projetos, com destaque para a área de infraestrutura (minas e energia, recursos naturais e hidrelétricas), além dos segmentos de comércio e tecnologia.

Na avaliação do diretor titular do Derex, Thomaz Zanotto, o Brasil passa atualmente por importantes mudanças, que deverão resultar em um país muito melhor para se investir e fazer negócios. “A inflação que havia no Brasil em anos recentes, que fugia do controle, já está dentro da meta especificada pelo governo brasileiro”, explicou.

“O governo atual também promoveu um teto de gastos do orçamento e olha agora para a reforma tributária, das leis trabalhistas e da previdência, com forte peso sobre os gastos federais”, completou Zanotto.

Para o presidente do conselho chinês, Lyu Xinhua, o Brasil apresenta condições excelentes para investimentos, mas ainda precisa aperfeiçoar sua economia e setores como o de infraestrutura. “Não há outro país no mundo, que não a China, que possa fazer com capacidade, velocidade e qualidade o que o Brasil precisa”, defendeu.

“Nós (China) construímos empresas de alto desempenho e queremos liderar a quinta revolução industrial”, afirmou Xinhua, em referência àquela que seria a  próxima fase de desenvolvimento da indústria em todo o mundo.

Atualmente, a China possui cerca de US$ 300 bilhões para aportes no exterior e figura como principal parceiro comercial do país. A comitiva liderada por Xinhua também visitou a Argentina e o Chile.

Também participaram do encontro o diretor responsável pelos assuntos relacionados à China no Derex, Harry Chiang, o diretor adjunto da área de Logística e Transportes do Departamento de Infraestrutura (Deinfra) da Fiesp, Luís Felipe Pinheiro, a assessora especial para Assuntos Internacionais do Governo do Estado de São Paulo, Ana Paula Fava, e o analista de investimentos da Investe SP, Thiago Messena.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1540313708

A reunião dos chineses com representantes do Derex: referência em indústria. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp