Calçada da Fiesp fica azul para combater o câncer de próstata

Segundo o Inca, anualmente são diagnosticados 61 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil

Agência Indusnet Fiesp

O Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude) promoveu, em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida (LAL ), um dia inteiro de eventos, na última quarta-feira (1º de novembro), para chamar atenção para o Novembro Azul e a importância da prevenção e conscientização sobre problemas de saúde masculina, como câncer de próstata e câncer de testículos.

O ComSaude e o LAL montaram uma estrutura na calçada da Fiesp, em plena avenida Paulista, com muitas atividades. No espaço +Saúde, médicos urologistas tiraram dúvidas da população sobre prevenção ao câncer de próstata, e enfermeiros aferiram a pressão arterial.

As atrações da campanha do Novembro Azul 2017 incluíram a montagem de uma barbearia, com profissionais fazendo barba e bigode, show do grupo Dance Mais e atividades lúdicas promovidas pelos já conhecidos “bigodes” do LAL.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), anualmente são diagnosticados 61 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil, sendo o segundo tipo de câncer mais frequente em homens, atrás dos tumores de pele não-melanoma.  É o segundo câncer que mais mata no país.

Em 2016, morreram 13 mil homens vítimas da doença (uma morte a cada 40 segundos), índice que pode ser reduzido a partir da conscientização, pois já foi constatado que ao ser diagnosticada precocemente há 90% de chances de cura. Os sintomas do câncer de próstata podem demorar a se manifestar, o que torna os exames preventivos anda mais necessários, evitando sua descoberta em um estágio avançado e potencialmente fatal.

Sobre a doença e fatores de risco

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas, e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Nesta fase, os sintomas identificados são: dor óssea; sangue na urina e/ou no sêmen; vontade frequente de urinar e dor ao urinar. No entanto, alertam os médicos, a falta de sintomas não garante que o indivíduo não tenha a doença. Por isso, a recomendação para que sejam feitos os exames preventivos e os cuidados com a saúde em geral (alimentação; atividade física, entre outros).

Homens da raça negra têm maior incidência desse tipo de câncer, assim como aqueles com histórico familiar da doença (pai, irmão ou tio) e os que estão com excesso de peso. Por isso, a recomendação para que homens com idade acima de 45 anos que façam parte desses grupos de risco e os acima de 50 anos, sem esses fatores, vão anualmente ao urologista e façam o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como seu endurecimento e a presença de nódulos suspeitos, além de fazer o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico).

Sobre o +Saúde

O “+Saúde – programa de prevenção e educação” é uma iniciativa do Comitê da Cadeia Produtiva da Saúde e Biotecnologia da Fiesp (ComSaude). Seu objetivo é promover campanhas de educação e conscientização com entidades ligadas ao Comitê, que têm como foco de suas atividades a atenção ao paciente.

O serviço de utilidade pública acontece todos os meses na calçada em frente à Fiesp. Durante o ano são trabalhados diferentes assuntos importantes relacionados à saúde que são pauta contínua de discussão, como o diabetes, hipertensão e doação de sangue e órgãos, por exemplo.

O +Saúde conta com a participação de parceiros voluntários, que representam instituições sem fins lucrativos, sociedades de profissionais da saúde, entidades setoriais, hospitais, profissionais da saúde e empresas do setor.

Sobre o LAL

O Instituto Lado a Lado pela Vida tem a missão de ampliar o acesso às novas tecnologias e humanizar a saúde de Norte a Sul do Brasil por meio do diálogo, do acolhimento e da promoção do bem-estar físico e emocional. Para isso, percorre o país propagando a importância da prevenção, do autocuidado e da autoestima, levando para homens, mulheres e crianças essa conscientização de que a saúde é o bem mais valioso e merece atenção especial.

O website da entidade traz uma área exclusiva com informações sobre as atividades programadas para o Novembro Azul. Além das ações já incluídas, outras surgiram motivadas por apoiadores e serão acrescentadas no site ao longo do mês.

http://ladoaladopelavida.com.br/campanha/novembro-azul

“Bigodes” ambulantes foram parte das atrações da campanha na calçada da Fiesp. Foto: Helcio Nagamine/Fiesp