imagem google

‘Baixar preços não gera vendas, mas sim encantar o consumidor’, diz professor em palestra no 13º Congresso da Micro, Pequena e Média Indústria da Fiesp

Alexandre Marchese, da ESPM, destacou a transformação digital pela qual passam as empresas hoje na primeira palestra do evento, que segue até esta segunda (28/05)

Isabela Barros, Agência Indusnet Fiesp

Foi aberto, na manhã deste domingo (27/05), na sede da Fiesp, na Avenida Paulista, o “13º Congresso da Micro, Pequena e Média Indústria (MPI) – Conecta Indústria: Faça seu negócio estar presente no futuro”. O evento envolve palestras, debates e workshops variados, entre outras atividades, seguindo até amanhã (28/05). Para começar os trabalhos, o professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) Alexandre Marchese destacou a transformação digital pela qual passam as empresas hoje, principalmente no que se refere ao marketing.

Segundo Marchese, “o mercado mudou”.  “Nós mudamos, eu mesmo tenho três celulares”. “A revolução digital transformou as vendas em todos os canais: do físico ao mobile”, disse. “O físico beneficia o digital e vice-versa”.

O professor citou pesquisa que diz que os canais que mais beneficiam as vendas são as redes sociais. “São os primeiros canais a trabalhar, depois é preciso estar presente na busca orgânica do Google, fazer e-mail marketing”, disse. “Tenho um cliente que tem 35% de suas vendas vindas do e-mail marketing”.   

Para Marchese, “no passado era mais fácil”. “Hoje, 35% das pessoas usam Android de manhã para acessar aplicativos, 59% usam aplicativos no trânsito, até esperando ônibus e trem”, disse. E mais: 51% acessam aplicativos antes de almoçar e 21% acessam o tablet antes de dormir. “O segredo do sucesso é entender o que usuário faz ao longo do dia, tem que perguntar ao consumidor”.

Assim, envolver o consumidor em todos os canais e construir desejo de compras são passos importantes para o sucesso. “O ótimo é inimigo do bom no digital”, disse. “É preciso ver as hashtags do Google, saber o que estão falando de você”, explicou. “Ver as possibilidades oferecidas pelo Facebook, as informações a respeito do seu público”.

Para Marchese, é importante entender que “encantamento gera recorrência”. “Baixar preços não gera vendas, mas sim encantar o consumidor”.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1544659412

Marchese: importância de conhecer o consumidor e assim ter ferramentas para encantar. Foto: Hélcio Nagamine/Fiesp