imagem google

Aumenta ritmo de queda do número de empregados na construção civil

Dados da Sondagem da Construção mostram continuidade da contração do nível de atividade

Agência Indusnet Fiesp

Caiu novamente, em junho, o número de funcionários no setor de construção civil, segundo a Sondagem da Construção, do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). A intensidade da queda foi maior que a de maio. O indicador caiu de 39,7 pontos em maio para 36,3 em junho, permanecendo distante de sua média histórica (46,1 pontos).

Apesar de ter apresentado alta na passagem de maio para junho, o nível de atividade do setor de construção se manteve abaixo de 50,0 pontos, o que significa contração do setor. O índice de atividade chegou a 41,7 pontos em junho, contra 39,7 em maio. Não há expansão da atividade desde novembro de 2013 (na série ainda não ajustada sazonalmente). A Utilização da Capacidade de Operação (UCO) mostrou alta de 3,0 pontos percentuais, chegando a 69,0% em junho.

Imagem relacionada a matéria - Id: 1542515799

Os resultados da sondagem demostram que os empresários da construção estão, no geral, mais pessimistas em relação aos próximos meses, mesmo tendo subido o índice de atividade para os próximos seis meses (de 40,7 pontos em maio para 41,8 pontos em junho – ainda abaixo do nível de estabilidade, de 50,0 pontos). As expectativas para compras de matérias-primas passaram de 42,3 pontos para 38,8 pontos na leitura atual, sinalizando menor volume de compras de insumos nos períodos à frente.

O indicador de expectativas para empreendimentos e serviços passou de 41,5 pontos para 37,8 pontos, apresentando um descontentamento por parte do empresário do setor em relação ao futuro. As perspectivas quanto ao número de empregados ainda permanecem abaixo da linha dos 50,0 pontos e exibem pior perspectiva do mercado de trabalho do setor nos próximos meses (de 41,0 pontos para 39,0 pontos). As perspectivas de investimento também apresentam recuo, em maior intensidade que no mês anterior (de 31,6 pontos para 30,0 pontos).