imagem google

Aline Silva conquista o bronze no terceiro dia de luta olímpica no Pan

Atleta do Sesi-SP venceu a lutadora de Porto Rico, Ana Gonzalez, por encostamento

Amanda Demétrio, Agência Indusnet Fiesp

Lutadora do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e da seleção brasileira, Aline Silva venceu a disputa pelo bronze na noite desta sexta-feira (17/7), terceiro dia de luta olímpica nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Aline venceu a atleta de Porto Rico, Ana Gonzalez, por 10 a 1 e conquistou a medalha de bronze na categoria até 75kg, no estilo livre.

Aline, vice-campeã mundial, estreou na competição enfrentando a norte-americana Adeline Gray, campeã do torneio, reeditando a final do Mundial do Uzbequistão, em 2014. Adeline foi melhor na luta e venceu a brasileira por superioridade técnica (10 a 0). Aline voltou para repescagem e na disputa pelo bronze não deu chances para Ana Gonzalez, de Porto Rico. A brasileira aplicou o encostamento, golpe que encerra a luta imediatamente, e conquistou a medalha.

Com o pódio, Aline chega a sua segunda medalha em Jogos. Na edição de Guadalajara, em 2011, a paulista ficou com a medalha de prata.

Aline Silva com sua medalha de bronze do Pan. Foto: Washington Novaes/COB

Aline Silva com sua medalha de bronze do Pan. Foto: Washington Novaes/COB


Campeã dos Jogos Sul-americanos, Gilda Oliveira, categoria até 69kg, foi neutralizada durante toda luta pela argentina Luz Vazquez e não conseguiu avançar na chave. Como a disputa já era em fase de semifinal, a brasileira ficou impedida de disputar a repescagem. O ouro da categoria ficou com Dori Yeats do Canadá, a prata com a venezuelana Maria Acosta, e os bronzes com a argentina Luz Vazquez e com a mexicana Diana Miranda.

Estreando nos Jogos Pan-americanos, Kamila Barbosa disputou de igual para igual com a cubana Yusnylys Guzman na categoria até 48kg. A brasileira acertou uma queda de quatro pontos, fez 4 a 1 no placar e quase executou o encostamento na cubana. Mas no segundo tempo Guzman reagiu, virou o placar e avançou para semifinal por superioridade técnica (15 a 4). Com o resultado da atleta cubana na outra luta, que não conseguiu chegar até final, Kamila não foi repescada. A medalha de ouro da categoria ficou com a canadense Genevieve Morrison, a prata com atleta do Peru, Thalia Mallqui, e os bronzes com a norte-americana Alyssa Lampe e a colombiana Caroline Bustos.